Cotações por TradingView

Uma China estável já seria um grande alívio

Tempo de leitura: 3 minutos

O mês de abril começou no azul para os mercados internacionais. Como pano de fundo, notícias positivas vindas da China, e uma esperança de que a desaceleração econômica global não continue a ser uma das marcas deste ano. Estímulos do governo chinês parecem surtir algum efeito e as preocupações dos investidores ficaram em segundo plano. Quais foram os dados publicados na China? Há motivos para levá-los a sério? Para fazer um contraponto aos dados chineses, vale notar que o Japão não passa pelo seu melhor momento. A Ásia — e o resto do mundo — precisam de uma China minimamente estável para que o receio de desaceleração não volte à tona. Isso já seria um grande alívio.

Na China, indicadores sobre o setor industrial passaram a indicar “expansão” nos próximos meses. O índice gerente de compras (PMI, na sigla em inglês), por exemplo, foi para 50.8 pontos em março, após 49.9 pontos em fevereiro. Embora seja um dado “soft” — derivado de uma pesquisa qualitativa com empresas —, este tipo de indicador tem se mostrado um bom previsor das recessões quando analisamos o caso dos EUA, por exemplo. Lá, toda recessão desde 1960 foi precedida que números bem abaixo dos 50 pontos — patamar que separa a “contração” da “expansão” em termos qualitativos. A única exceção foi no final de 1973. Deste ponto de vista, portanto, a melhora na China foi o suficiente para gerar um alívio nos mercados internacionais, e quebrar a sequência de 3 meses de “contração” da indústria do país. Note, no entanto, que o número está somente pouco acima dos 50 pontos.

Como de costume no campo da Economia, nem tudo aponta para a mesma direção. No Japão, a famosa e respeitada pesquisa “Tankan”, por exemplo, veio abaixo do esperado, e confirmou que a economia não teve um bom início neste ano. Segundo o documento trimestral, elaborado pelo próprio banco central do país, houve uma queda da confiança em diversos setores nos primeiros três meses do ano. A indústria foi um dos pontos mais negativos e, na opinião de diversos analistas, representa um reflexo da economia chinesa, que desacelerava até há pouco. Mesmo com uma política monetária super-expansionista, o Japão (e demais países da Ásia!) depende de uma economia chinesa robusta.

A influência da China no continente asiático é grande, e não são poucos os economistas que temem um “pouso forçado” do país. Após ter se “blindado” da crise financeira americana com um grande impulso das polícias do governo, através de um aumento da dívida como proporção do PIB, ainda há motivos para preocupações. Os recentes estímulos, por exemplo, podem não surtir o mesmo efeito que tiveram em 2009 e 2016, e o alívio de curto prazo dos mercados que acabamos de presenciar neste início de abril pode se tornar passageiro. Somente o tempo irá provar que está com a razão. Após investir em infraestrutura em demasia, há sinais de excesso de oferta, e o governo pode se ver obrigado a intervir em empresas que não consigam honrar as suas dívidas, evitando uma desconfiança em cadeia.

No curtíssimo prazo, os dados da China foram o suficiente para animar este início de trimestre, mas não deveríamos deixar de lado certas preocupações que ainda pairam sobre o cenário. Em especial, que o mundo não voltará a acelerar neste momento, e que o cenário internacional não voltará tão cedo à tranquilidade que vimos ao longo de 2017. Somado a isso, é útil lembrar que dados de curto prazo são voláteis, e podem trazer mais “ruído” do que “sinais”. Portanto, mesmo com os estímulos do governo chinês, e um bom início para ativos de risco neste segundo trimestre do ano, é difícil vislumbrar tempos de exuberância à frente.

Relacionados

Índice de Treynor: descubra qual retorno da sua carteira com esse índice!

Um dos principais objetivos dos investidores é construir patrimônio. Nesse sentido, a rentabilidade da carteira é um dos critérios que devem [...]

Debora - 26/11/2021

A teoria dos jogos mortais

Jogos Mortais, do nome original Saw, é uma franquia de filmes de terror e suspense de enorme sucesso em todo o [...]

Terraco Econômico - 26/11/2021

Existe ETF de bitcoins? Conheça fundos de índice para investir em criptomoedas!

As criptomoedas vêm se destacando no mercado financeiro, atraindo a atenção de diversos investidores. Como consequência, é comum que novas alternativas [...]

Guide Investimentos - 26/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções