Cotações por TradingView

Como se tornar um trader profissional? Descubra!

Tempo de leitura: 11 minutos

A bolsa de valores é um ambiente que oferece oportunidades para todos os tipos de perfis de investidor. Muitos têm o mercado como sua única fonte de renda, exercendo a atividade de trader profissional. E, se viver de trade também é o seu sonho, saiba que é possível realizá-lo.

Mas para se tornar um trader de sucesso, é preciso conhecer o mercado, elaborar estratégias, gerenciar os riscos e ter um capital disponível para iniciar. Em muitos casos, com a alavancagem fornecida pelas corretoras, não é preciso ter bastante dinheiro para se dedicar a essa atividade.

O que você verá neste artigo?

O que é um trader?
O que significa ser trader profissional?
Quais os desafios dessa profissão?
Quais são os principais tipos de estratégias utilizadas por traders?
Quais são as vantagens de se tornar um trader profissional?
Quais são os riscos envolvidos?
Como se tornar um trader profissional?
Conclusão

Neste texto, você entenderá o que é ser trader, os desafios da profissão, os riscos envolvidos e muito mais. Leia até o fim e descubra como se tornar um trader profissional.

Vamos lá?

O que é um trader?

Em linhas gerais, o termo inglês trader significa “comerciante ou negociador”. No mercado financeiro, ele é conhecido como aquele que realiza operações no curto prazo — também chamado de especulador.

O objetivo dele é extrair lucro imediato da volatilidade do mercado. Na Bolsa, milhares de negociações acontecem a todo o instante — e a lei da oferta e demanda impacta nos preços dos ativos negociados.

Logo, seus preços tendem a aumentar e diminuir com frequência. E a função do trader é aproveitar essas variações para lucrar. Com isso, o papel é contrário ao do investidor comum.

O investidor “comum” é aquele que busca a bolsa de valores com objetivos de longo prazo — acumulando patrimônio aos poucos e de forma recorrente. Já o trader tende a focar no curto prazo e em buscar lucro o mais rápido possível.

É importante destacar que o trader se expõe a riscos mais elevados. Nada impede que os preços caminhem na direção contrária à escolhida. Então, saber o momento exato de entrar e sair de uma operação e fazê-la rapidamente é essencial para diminuir a chance de perder dinheiro.

O que significa ser trader profissional?

O termo trader profissional representa as pessoas que utilizam essa atividade como carreira principal, tirando seu sustento dela.

Veja os principais tipos de traders que fazem isso:

Trader institucional

O trader institucional é aquele que está vinculado às instituições financeiras, fundos de investimento, seguradoras ou empresas de modo geral. Sua atuação deve seguir as diretrizes e estratégias da companhia que ele representa.

Sales traders

Os sales traders são indivíduos, vinculados às mesmas instituições, que são encarregados de manter um relacionamento comercial com o cliente. Eles fazem o intermédio de negociações e oferecem estratégias no momento de executar as ordens, respeitando o alinhamento dado pelo cliente.

Broker

O broker é o trader que fica responsável por executar ordens de compra e venda — geralmente em uma mesa de operações de uma corretora de valores. Nesse sentido, não é ele quem toma as decisões de investimento — sua função é unicamente executá-las.

Trader autônomo

O trader autônomo é aquele que faz suas negociações com recursos próprios. De todas as opções mencionadas, ele é o que mais tem liberdade operacional. Afinal, pode elaborar as próprias estratégias e fazer as operações que julgar pertinentes.

De toda a forma, independentemente de quem é o trader, os resultados virão do seu conhecimento sobre o mercado, das estratégias adotadas e, especialmente, do manejo de riscos. Dificilmente um trader terá lucro consistente sem contar com um bom gerenciamento dos riscos.

Dessa maneira, ele não se dirige ao mercado para apostar seu dinheiro. Na verdade, tudo se baseia em estratégia. O intuito é encontrar oportunidades com base nas suas convicções e expectativas — ciente de que os riscos existem, mas podem ser controlados.

Além disso, o trader profissional normalmente tem uma bagagem maior de estudos, e sabe ler o mercado de diversas formas. Assim, ele consegue operar de acordo com as movimentações e contextos relevantes, considerando aspectos econômicos, sociais, políticos, corporativos etc.

Quais os desafios dessa profissão?

Como você já pode deduzir, ser trader não é uma tarefa fácil. Mesmo porque a tomada de decisão de uma compra e venda de uma ação, opção, contrato futuro entre outros ativos e derivativos não é arbitrária, nem aleatória.

A escolha para abrir ou encerrar uma posição de mercado precisa ser pautada na análise de gráficos. Logo, o trader tem como um dos primeiros desafios conhecer profundamente a análise técnica.

Ela consiste em uma maneira de fazer a leitura do mercado por meio de representações gráficas e indicadores técnicos. Através da identificação de padrões gráficos somado à confirmação de um ou mais indicadores técnicos, o trader consegue fazer suas deduções.

Desse modo, pode tentar construir perspectivas acerca dos próximos movimentos — podendo se antecipar a eles e se posicionar no mercado para obter lucro. Porém, nem sempre essas decisões estarão corretas.

Então é comum ele se deparar com prejuízos. Outro desafio da profissão é justamente tentar ganhar mais do que perder — para que ao final do dia, ou de um período específico, seu saldo seja positivo e ele realize o lucro.

Também pode ser considerado como desafiador manter o controle emocional enquanto se opera. Muitos traders acabam perdendo o controle do seu operacional. Em especial, quando estão diante de grandes perdas financeiras ou momentos instáveis.

Quais são os principais tipos de estratégias utilizadas por traders?

Depois de conhecer o conceito de especulação, os tipos de traders e os principais desafios da profissão, vale a pena entender as diferentes estratégias para especular no mercado financeiro. No geral, elas variam de acordo com o intervalo de tempo da operação.

Nesse sentido, seja um trader iniciante ou profissional, você deverá estar atento às alternativas para operar. Confira a seguir!

Day trade

O day trade é uma das formas mais rápidas de lucrar ou perder no mercado. Isso em razão de ser um tipo de operação que é iniciada e encerrada no mesmo pregão. Isto é, tanto a compra quanto a venda acontecem no mesmo dia — não importando se durou horas, minutos ou segundos.

Swing trade

O swing trade é uma operação mais espaçada. Ela, no mínimo, é feita de um dia para o outro — mas pode durar dias ou semanas. Nesse caso, o trader tem mais tempo para avaliar e reajustar sua posição se entender necessário, manejando melhor os riscos.

Position trade

Por fim, há o position trade. Ele envolve a manutenção de uma posição no mercado por um tempo maior — podendo durar meses ou anos. Nessa modalidade, o trader não precisa acompanhar o mercado a todo o momento. Logo, o manejo de risco pode ser mais fácil.

Quais são as vantagens de se tornar um trader profissional?

Grande parte das pessoas se interessa pela especulação sob a premissa de aproveitar as vantagens que a atividade oferece. Umas das principais delas é a possibilidade de obter uma renda no curtíssimo prazo.

Enquanto os investidores precisam aguardar anos para terem um retorno financeiro sobre seus investimentos, o trader pode realizar operações rápidas e lucrativas. Dessa forma, há a chance de conquistar planos e sonhos com mais rapidez.

Se uma pessoa consegue manter ganhos significativos de forma constante, poderá cogitar a atividade como sua principal fonte de renda. Nesse caso, outras vantagens é poder trabalhar de casa e sem estar subordinado a um chefe — caso seja trader autônomo.

Outro ponto vantajoso está relacionado à alavancagem. Ao se tornar um trader profissional, você poderá usar a alavancagem a seu favor para extrair melhores resultados nas operações. Com isso, seus ganhos tendem a ser maiores do que seriam utilizando o seu capital próprio.

Também conta como vantagem o fato de ser possível abrir posições em qualquer direção do mercado — seja com ele em alta ou em baixa. Ao analisar as tendências de mercado, você pode buscar lucros mesmo com a Bolsa em queda.

Períodos em que a Bolsa está em baixa podem ser desafiadores para investidores, uma vez que os ativos na sua carteira tendem a desvalorizar. Já o trader profissional pode aproveitar esses momentos para ter lucro, aproveitando a oscilação de preços.

Quais são os riscos envolvidos?

Como você já deve ter percebido, o maior risco da profissão trader é perder dinheiro. Afinal, o risco é proporcional aos ganhos que a atividade pode oferecer. Por isso, é importante ter um bom manejo. Em especial, se você usa a alavancagem, já que as perdas também são alavancadas.

Não pode ser esquecido, ainda, que o mercado de renda variável costuma apresentar muita volatilidade. Logo, não é possível prever todos os seus movimentos. Em muitos casos, as perdas são inevitáveis — e ser trader profissional exige saber lidar com elas.

O trader é considerado o participante do mercado que mais toma risco. Isso porque ele está frequentemente se posicionando e se expondo às oscilações. Assim, é preciso contar com bastante estudo e capacitação técnica para saber o que está fazendo.

Quem pula etapas no seu processo de aprendizagem maximiza os riscos, e considerando a possibilidade de operar alavancado, as chances de se deparar com grandes perdas é constante. Por isso, não subestime o mercado e os riscos da especulação.

Como se tornar um trader profissional?

No mercado financeiro existem diversos perfis de operadores, cada um com seu modo de realizar a atividade. Contudo, os traders profissionais costumam ter características em comum — e, quanto mais delas você tiver, mais próximo estará de se tornar um operador no mercado.

Confira quais são!

Paciência

Uma das principais características observadas em um trader profissional é a paciência. Embora a bolsa de valores seja dinâmica e mude constantemente, é preciso saber esperar as oportunidades corretas para entrar e sair de uma operação — o que, às vezes, pode demorar.

Tende a ser um grande erro acreditar que a todo o momento é possível operar e extrair lucro do mercado. Na realidade, quem ingressa na Bolsa com pressa de ganhar dinheiro geralmente tem uma passagem bem curta por ela.

Controle emocional

Outro ponto que todo o trader precisa desenvolver é o controle emocional. Não se pode deixar que fatores emocionais interfiram nas suas decisões. O foco, conhecimento e convicção são fatores que ajudam a ter êxito na especulação.

A partir do momento que uma estratégia foi traçada e está sendo executada, o medo e a euforia não podem fazer você mudar no meio de uma operação, por exemplo. Isso poderá atrapalhar a sua performance e os resultados obtidos.

Gerenciamento de risco

Como já visto, o gerenciamento de risco é uma das ferramentas mais importantes para o trader — principalmente o profissional. Ter esse controle permite que você esteja protegido contra grandes perdas.

Uma dica é definir suas metas de ganhos e de perdas — buscando alcançar maiores lucros na comparação com os prejuízos. Assim, cada vez que você conseguir um ganho, ele provavelmente superará a perda obtida, e permitirá que as operações tenham saldo positivo no geral.

Conhecimento

Manter-se atualizado é fundamental para o trader profissional. Como o mercado está em constante evolução, você precisa estar preparado para cada mudança de ciclo e maneiras de operar — independentemente da estratégia utilizada.

Portanto, vale a pena aprimorar seus estudos sobre a análise técnica, conhecer o funcionamento e a configuração de indicadores, ler livros, fazer cursos etc. Também pode ser interessante manter contato com traders mais experientes que possam compartilhar sua expertise.

Boa corretora de valores

Dificilmente será possível exercer a atividade de trader profissional sem estar vinculado a uma boa corretora de valores. Afinal, elas são responsáveis por intermediar suas operações dentro do mercado com sistemas robustos.

Logo, dê preferência para uma que lhe forneça as melhores ferramentas por meio de uma equipe qualificada que pode facilitar a sua jornada como trader. A Guide, por exemplo, disponibiliza as melhores plataformas trader do mercado, inclusive robôs para automatizar suas operações.

Com uma plataforma profissional, você consegue fazer suas operações com uma velocidade superior às realizadas no home broker. Isso lhe dará vantagem sobre outros operadores que não a utilizam. Ademais, elas contam com inúmeros gráficos e indicadores para ajudar na leitura do mercado.

Conclusão

Como você viu é totalmente possível se tornar um trader profissional e conseguir lucrar na bolsa de valores. Mas essa não é uma tarefa fácil ou que pode ser feita sem estudo, treinamento, inteligência emocional, paciência e bons recursos. Prepare-se para alcançar seus objetivos da melhor forma!

Que tal começar a sua jornada como trader contando com uma corretora que tem uma equipe disposta a ajudar você? Abra sua conta na Guide!

Relacionados

Você sabe realmente para que serve a bolsa?

Se alguém perguntar o que vem à sua cabeça quando o assunto é investimento, provavelmente uma das primeiras coisas que você [...]

B3 - A Bolsa do Brasil - 18/01/2022

Aluguel de ações: o que é e como funciona?

Você sabia que é possível ter uma boa rentabilidade quando se negocia ações em um mercado em queda? Para fazer isso, [...]

Syntax Finance - 05/01/2022

Como e por que utilizar gráficos comparativos ao investir na bolsa?

Investir na bolsa de valores é uma forma de buscar rendimentos a partir dos seus aportes. Porém, decidir qual é o [...]

Guide Investimentos - 28/12/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções