CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

5 Setores da bolsa de valores para acompanhar em 2022

20 de abril de 2022
Escrito por Guide Investimentos
Tempo de leitura: 11 min
Compartilhar
imagem ilustrativa
Tempo de leitura: 11 min

Ao começar a investir em ações, é comum se perguntar quais são as áreas que mais trazem resultados aos investidores. Nesse sentido, conhecer os setores da bolsa de valores é fundamental para basear suas decisões de investimento.

Saber mais sobre os setores, quais empresas se enquadram em cada um deles e suas representações ajuda a ter uma visão mais completa do mercado. Com esse conhecimento, você pode avaliar expectativas de resultados e entender melhor como investir.

Ficou interessado? A seguir, você saberá o que são os setores de bolsa de valores, como eles se dividem e quais os 5 setores que vale a pena acompanhar em 2022.

Não perca!

O que são os setores da bolsa e para que eles servem?

Para saber quais setores da bolsa de valores brasileira (B3) acompanhar, é fundamental que você entenda o que é essa divisão. Assim, será possível ter uma visão mais embasada dos ativos e das empresas listadas na bolsa.

Nesse sentido, a própria B3 utiliza uma forma de classificar as empresas com ações listadas em seus pregões. Isso serve para dividir essas companhias conforme critérios predeterminados, que envolvem diversas características.

Com essa divisão, a B3 busca separar a empresa de acordo com suas finalidades e sua área de atuação. O reflexo da segmentação é possibilitar que o investidor consiga ter uma análise mais pormenorizada dos ativos.

Por exemplo, quando você identificar movimentos na bolsa, pode verificar quais foram os setores mais sensíveis. Assim, é possível definir padrões e traçar expectativas de como esses acontecimentos podem trazer reflexos para os setores — e as empresas inseridas neles.

Ademais, a divisão em setores também serve para que instituições criem carteiras teóricas reunindo determinados setores e subsetores. Com isso, há uma facilitação no acompanhamento de movimentos e na visualização de como o setor reagiu em determinado período.

Por fim, conhecer os setores da bolsa permite que você encontre empresas de acordo com suas afinidades. Muitos investidores gostam de realizar aportes em companhias inseridas em áreas que eles dominam, por exemplo.

Quais são os setores da bolsa?

Após entender o que são os setores da bolsa e para que eles servem você precisa conhecer a divisão dessas áreas. Vale ressaltar que os setores também podem ser divididos em subsetores e segmentos.

Confira!

Bens industriais

O setor de bens industriais trata de empresas de diversas áreas, desde indústrias até transportes. Ele é dividido nos seguintes subsetores:

  • construção e engenharia;
  • material de transporte;
  • máquinas e equipamentos;
  • transporte;
  • serviços diversos;
  • comércio.

Petróleo, gás e biocombustíveis

As companhias listadas como desse setor se dividem em apenas dois subsetores, sem segmentos. Elas podem explorar os produtos ou negociar equipamentos relacionados a petróleo, gás e biocombustíveis.

Confira seus subsetores:

  • exploração, refino e distribuição;
  • equipamentos e serviços.

Materiais básicos

O setor de materiais básicos se refere a empresas que lidam com matéria-prima e outros produtos com pouca manufatura. Nele, existem os seguintes subsetores:

  • mineração;
  • siderurgia e metalurgia;
  • químicos;
  • madeira e papel;
  • embalagens;
  • materiais diversos.

Consumo não cíclico

O consumo não cíclico reúne empresas que vendem produtos e serviços necessários em todas as épocas. Os subsetores são os seguintes:

  • agropecuária;
  • alimentos processados;
  • bebidas;
  • produtos de uso pessoal e de limpeza;
  • comércio e distribuição.

Consumo cíclico

Por sua vez, o consumo cíclico pode sofrer alterações de demanda durante o ano ou períodos econômicos. Ele se divide da seguinte forma:

  • construção civil;
  • tecidos, vestuário e calçados;
  • utilidades domésticas;
  • automóveis e motocicletas;
  • hotéis e restaurantes;
  • viagens e lazer;
  • diversos;
  • comércio.

Saúde

A área de saúde também está presente na bolsa de valores. Ela trata de todas as empresas relacionadas a essa modalidade. Os subsetores são os seguintes:

  • medicamentos e outros produtos;
  • serviços médicos e hospitalares, análises e diagnósticos;
  • equipamentos;
  • comércio e distribuição.

Tecnologia da informação

O setor de tecnologia da informação inclui empresas que fornecem produtos e serviços voltados à informática e outras tecnologias. Confira os subsetores:

  • computadores e equipamentos;
  • programas e serviços.

Comunicações

Já o segmento de comunicações reúne companhias telefônicas e relacionadas à mídia no Brasil. Seus subsetores são:

  • telecomunicações;
  • mídia.

Utilidade pública

As empresas do setor de utilidade pública fornecem serviços fundamentais para a população brasileira. Veja seus subsetores:

  • energia elétrica;
  • água e saneamento;
  • gás.

Financeiro

Os serviços financeiros possuem diversos subsetores. Eles tratam de bancos, financeiras, holdings e outros mercados ligados a esse ramo:

  • intermediários financeiros;
  • securitizadoras de recebíveis;
  • serviços financeiros diversos;
  • previdência e seguros;
  • exploração de imóveis;
  • holdings diversificadas;
  • outros títulos.

Outros

Por fim, também há um setor classificado como “outros”. Nele, estão incluídas as empresas que não se enquadram nos setores anteriores. É comum que estejam nessa categoria diversas holdings e outras companhias similares, por exemplo.

5 Setores da bolsa de valores para acompanhar em 2022

Agora que você já sabe o que são os setores da bolsa e como eles se dividem, é possível entender melhor 5 setores que merecem ser acompanhados em 2022. Mas lembre-se de que a sua decisão de investimento não deve se basear apenas nessa variável.

Portanto, é preciso salientar que esses exemplos não são indicações de investimento. Você sempre deve ter uma estratégia definida e seguir o seu método de aportes, considerando seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros.

Confira os 5 setores de destaque:

1. Financeiro

As empresas ligadas ao setor financeiro, como bancos, companhias de serviços financeiros e adquirência costumam ser lembradas quando se fala em negociações de ações. Isso acontece porque muitas delas estão entre as maiores capitalizações da bolsa.

Muitos investidores buscam companhias sólidas no portfólio para manejar os riscos da carteira e tentar aproveitar lucros recorrentes. Por esse motivo, o setor financeiro também costuma estar presente em carteiras voltadas ao recebimento de dividendos.

As principais companhias desse setor na bolsa brasileira são o Itaú Unibanco, o Bradesco, o BTG Pactual, a própria B3, o Santander e outras instituições. A bolsa de valores, inclusive, possui um índice que acompanha os resultados de uma carteira teórica com cerca de 25 ações desse setor: o IFNC.

No começo do ano de 2022, o Índice Financeiro (IFNC) registrou uma valorização superior a 15%. Isso se deve a diversos fatores, como a alta da taxa de juros brasileira — a Selic — e o favorecimento do investimento estrangeiro na bolsa brasileira.

Como grande parte das ações do setor financeiro são de blue chips, ou seja, com alta liquidez e capitalização, elas costumam atrair mais investidores. Contudo, apesar desse resultado favorável no começo do ano, é importante ficar atento a análises para o futuro.

Afinal, os resultados desse setor dependem de muitas variáveis influenciadas por cenários políticos e econômicos. Dessa maneira, uma boa análise macroeconômica e do cenário brasileiro é sempre importante ao avaliar papéis da área financeira.

2. Imobiliário

O setor imobiliário gerou diversas desconfianças em investidores no ano de 2021 e começo de 2022. Isso se deveu especialmente à alta da taxa Selic — que atingiu dois dígitos pela primeira vez em anos e encareceu o financiamento imobiliário e outras negociações.

Por esse motivo, empresas ligadas diretamente à construção civil, como construtoras e incorporadoras, tiveram uma queda de lucros. Assim, as ações dessas companhias sofreram uma desvalorização durante o ano de 2021.

Mas é preciso considerar que o ramo imobiliário está disperso em diversos setores da B3. Assim, existem empresas desse segmento que são de consumo cíclico, enquanto outras são financeiras ligadas ao ramo, além de classificações específicas.

O setor de imóveis também é composto por companhias que exploram a construção e venda direta de propriedades. Entre elas, estão as operadoras de bens para aluguel e salas comerciais em empreendimentos — caracterizadas como financeiras exploradoras de imóveis.

Essa área em específico teve uma alta considerável no começo de 2021, principalmente pelo afrouxamento das regras sanitárias em relação à pandemia de covid-19. Isso estimulou o comércio e esses empreendimentos, movimento que foi bem avaliado pelos investidores.

Ainda, com a queda do setor durante o ano de 2021, muitas ações de empresas ligadas a imóveis estavam com uma cotação abaixo de seu valor intrínseco. Essa questão também despertou o interesse de quem deseja obter valorização a longo prazo na bolsa.

A partir dessas informações, é preciso ficar atento a diversos fatores para acompanhar em 2022. Como você viu, a taxa Selic influencia diretamente nos lucros do segmento imobiliário. Portanto, uma eventual sinalização de queda na taxa pode ser uma boa notícia para o mercado.

3. Materiais básicos

O setor de materiais básicos também está no radar de muitos investidores em 2022. Como você viu, ele é composto por empresas de relevância nacional e mundial, principalmente as que exploram reservas naturais de minérios, as metalúrgicas e as empresas que produzem papel e embalagens.

Nesse sentido, uma empresa relevante desse ramo é a Vale. Ela é considerada uma das maiores mineradoras do mundo e tem uma reserva de minério de ferro de importância mundial. Com isso, a cada ano ela atrai a atenção de investidores.

Por ser considerada sólida, a Vale é uma alternativa para muitos investidores. Em especial, para quem visa o recebimento de dividendos e foca no longo prazo — já que a companhia geralmente distribuir bons proventos.

Além dela, uma empresa que obteve destaque em 2021 e pode ser acompanhada em 2022 é a Braskem. Em 2021, ela somou uma valorização superior a 100%. Contudo, em 2022 a empresa apresentou movimento de desvalorização de cerca de 13% até abril.

Esses movimentos têm diversos motivos. Por exemplo, os planos de recuperação econômica de grandes economias, como os Estados Unidos e a Europa — que aqueceu a compra de matérias-primas. Além disso, a própria Braskem passou por situações internas peculiares nos últimos meses.

Lembre-se, no entanto, que resultados passados não garantem resultados futuros. Além disso, para tomar uma decisão de investimento, é fundamental fazer uma análise fundamentalista completa e avaliar seu perfil e objetivos pessoais.

4. Energia

Também vale a pena ter atenção ao ramo de energia na bolsa de valores, que é um subsetor da utilidade pública. Existem empresas importantes enquadradas nessa categoria, como a Copel, Eletrobrás, CESP entre outras.

As companhias ligadas à geração e distribuição de energia elétrica são consideradas bastante previsíveis e seguras por muitos investidores. Afinal, a demanda por esses serviços é constante e não está tão exposta a fatores externos.

Dessa forma, é comum que diversos investidores busquem empresas desse ramo para o aporte em longo prazo e com foco nos dividendos distribuídos. Mas, em determinados casos, é fundamental ficar atento aos movimentos do mercado.

Por exemplo, é válido acompanhar notícias sobre a Eletrobras, que é uma sociedade de economia mista — de capital aberto, mas com controle acionário do Governo. Há um grande interesse na privatização dessa companhia, o que aquece o mercado e o interesse de investidores.

Portanto, movimentos políticos nesse sentido podem influenciar os preços dos papéis da empresa. Mas lembre-se: essas oscilações de curto e médio prazo devem ser vistas como passageiras. Portanto, sua estratégia pode ser mais abrangente em relação a uma valorização ao longo do tempo.

5. Bens industriais

Como você viu, o setor de bens industriais é um dos maiores da B3, incluindo empresas de diversos segmentos. Dessa maneira, pode ser interessante acompanhar essa área para verificar companhias que se destacam no mercado.

Por exemplo, a Embraer é uma empresa brasileira do segmento de material aeronáutico e de defesa. Em 2021, ela foi a ação que mais valorizou durante o ano, com notáveis 180% de valorização nesse período.

Esse movimento se deu, principalmente, pelo anúncio de que a Embraer pretende fabricar um veículo elétrico de decolagem vertical. Chamado de carro voador, ele é uma alternativa ao helicóptero para deslocamentos urbanos.

Assim, mesmo com a crise do setor de aviação que vinha acumulando perdas durante os últimos anos, a empresa conseguiu atrair investidores. Contudo, tenha em mente que esse foi um movimento pontual, e não garante a continuidade da valorização no futuro.

Como você viu, é fundamental lembrar que a decisão de investimentos não se baseia apenas nos resultados passados. Assim, sua análise deve ser realizada em conjunto a diversos indicadores para traçar expectativas de movimentos conforme os seus objetivos e perfil.

Conclusão

Você acabou de conhecer 5 dos principais setores da bolsa de valores para acompanhar em 2022, e viu os diversos outros segmentos da B3. Dessa forma, é possível considerá-los na sua estratégia para avaliar a alocação de recursos na sua carteira de investimentos!

Quer contar com informações completas e conteúdos voltados para seu conhecimento do mercado financeiro? Então seja um assinante do Guia Financeiro!

Guiar as pessoas para que o dinheiro não limite a vida. Este é o nosso propósito e o que acreditamos. Queremos eliminar as barreiras e limitações que impedem as pessoas de viverem sem ter que ficar só preocupadas com dinheiro. Aqui, no portal O Guia Financeiro, te auxiliamos e ensinamos diversas formas de alcançar a sua independência e sempre te lembramos de contar com os nossos Assessores-Guias com o objetivo de alcançar seus sonhos e objetivos.

Veja também