Cotações por TradingView

ROI: o que é retorno sobre os investimentos e como calcular?

Tempo de leitura: 5 minutos

Conhecer os indicadores fundamentalistas de uma empresa é essencial ao investir em ações. Isso porque eles podem ajudar você a entender em quais companhias vale a pena aportar o seu dinheiro. Nesse sentido, é interessante saber o que é ROI.

Esse indicador oferece dados sobre a saúde financeira de um empreendimento. Logo, o ROI pode direcionar melhor suas decisões de investimento. Além disso, ele pode ser utilizado para medir o quanto de retorno sua carteira está oferecendo, por exemplo.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura para entender o significado de ROI e descobrir como calculá-lo!

O que é ROI e para que serve?

O ROI é a sigla para return over investiment — que significa, em português, retorno sobre o investimento. Esse é um indicador bastante utilizado na análise fundamentalista de ações. Isso porque o ROI é originalmente utilizado para analisar a performance de um negócio.

Nas empresas, ele fornece dados importantes sobre a situação financeira da companhia como um todo ou de um projeto em específico. Nesse caso, o ROI demonstra quanto de retorno foi obtido diante do investimento realizado na empresa.

Além de considerar dados passados, ele também pode ser uma projeção. Por exemplo, o ROI pode indicar quanto um projeto pode trazer de crescimento ao longo do tempo, gerando uma expectativa de valorização.

Por isso, o ROI ajuda o investidor a identificar oportunidades no mercado acionário — possibilitando entender o retorno que diferentes papéis podem dar. A partir da comparação de empresas, você tem condições de escolher as alternativas mais adequadas para a sua estratégia de investimento.

Ainda, vale a pena saber que o ROI serve para analisar o desempenho da sua carteira como um todo, e não apenas o resultado das ações.

Desse modo, o uso do indicador não está limitado às alternativas da renda variável. Ele também pode ser utilizado para analisar o potencial de retorno e avaliar a performance dos títulos de renda fixa, por exemplo. Portanto, o ROI pode ser útil para qualquer investidor, em diferentes cenários.

Como é o cálculo da taxa de retorno sobre o investimento?

Agora que você sabe o que é ROI, é o momento de entender como calcular a taxa de retorno sobre o investimento. Esse é um processo bastante simples, pois basta aplicar a seguinte fórmula:

ROI = [(Ganho obtido – Valor investido) / Valor investido] x 100%

Para entender melhor como calcular o ROI, considere um exemplo. Imagine que você está comparando duas empresas que estão na sua carteira. As ações da empresa A custaram R$ 50,00 e estão valendo R$ 60,00 depois de um ano.

Já as ações da empresa B custaram R$ 100,00 e estão cotadas a R$ 115,00 agora. Calculando o ROI de cada uma, você encontrará o valor de 20% para as ações A e 15% para os papéis B. Com isso, é possível avaliar qual delas teve o melhor desempenho.

O mesmo pode ser feito para analisar sua carteira como um todo. Se você tem ações, títulos públicos e CDBs (certificados de depósito bancário), por exemplo, considere que foram investidos R$ 100.000,00 e hoje sua carteira tem R$ 180.000,00.

Nesse caso, o ROI é de 80%. Ou seja, seus resultados estão sendo positivos no total. Mas o ROI também pode ser negativo — o que mostraria que os investimentos estão gerando prejuízo.

Como utilizar o ROI na tomada de decisão de investimentos?

Como você viu, o ROI serve para avaliar situações já passadas e projetar resultados futuros. Portanto, ele pode fornecer insights importantes em diferentes momentos para o investidor. Para entender melhor sua utilidade, é essencial aprender como aplicar o ROI na tomada de decisão de investimentos.

Em primeiro lugar, você deve considerar que, como você viu, o ROI pode ser negativo ou positivo. Quando ele é negativo, o investimento está operando no prejuízo no momento — mas isso não significa, necessariamente, que esse é um aporte ruim.

Uma ação, por exemplo, pode apresentar prejuízos pontuais, devido à volatilidade da bolsa de valores, mas voltar a se valorizar depois. Logo, é importante saber como interpretar os resultados do ROI para entender se a situação é passageira ou duradoura.

Por outro lado, um ROI positivo indica uma capacidade maior de retorno do ativo ou da carteira. Desse modo, você pode ter lucros em uma potencial venda após a valorização do investimento nesse caso. Mas é necessário ressaltar que o ROI não deve ser o único fator a ser analisado.

Em uma análise fundamentalista de ações, por exemplo, você deve utilizar diversos indicadores. Caso contrário, há o risco de fazer uma análise superficial, que pode levá-lo a uma conclusão equivocada sobre o ativo ou a empresa.

Quais outros indicadores utilizar com o ROI?

Agora você já sabe que o ROI não deve ser analisado individualmente e, sim, com outros indicadores no momento de investir em um negócio. Entre eles, destaca-se o balanço patrimonial. Esse é um relatório contábil elaborado pelas empresas que contém o resumo de suas principais operações financeiras.

Esse documento mostra os ativos, passivos e patrimônio líquido da companhia. Com base nas informações do balanço patrimonial, você pode saber qual é o lucro auferido e o nível de endividamento da organização.

Outro indicador relevante é o preço sobre o lucro (P/L). Ele permite conhecer o retorno oferecido por cada papel nos últimos 12 meses em relação ao seu preço. Desse modo, é possível saber o quanto o mercado está disposto a pagar pelo ativo — o que pode contribuir com sua decisão de investimento.

Além disso, há o indicador do preço sobre o valor patrimonial da ação (P/VPA). Ele representa o resultado da divisão entre o preço de um ativo sobre o seu valor patrimonial. O VPA, por sua vez, surge da relação entre o patrimônio líquido da empresa e o número total de seus papéis no mercado.

A partir do P/VPA, você percebe se a cotação atual de uma ação corresponde ao valor patrimonial do ativo. Portanto, o indicador pode mostrar se um papel está sub ou supervalorizado, o que ajuda a entender as oportunidades da bolsa de valores.

Neste artigo, você pôde entender o que é ROI e sua importância ao analisar as empresas listadas na bolsa e a sua carteira como um todo. Portanto, não deixe de considerá-lo em sua análise fundamentalista ou na avaliação de outros investimentos do mercado!

Para ter mais acesso a informações completas relacionadas ao mercado de investimentos, seja um assinante do Guia Financeiro!

Relacionados

O que é direito de subscrição e para que serve?

O mercado financeiro oferece diversas oportunidades para investidores ampliarem seu patrimônio e rentabilizarem seu portfólio. Afinal, é possível valorizar seus investimentos [...]

Guide Investimentos - 27/05/2022

Vale a pena comprar uma ação fracionada?

Quem deseja investir no mercado de ações precisa conhecer as diferentes alternativas disponíveis nesse ambiente de negociações. Nesse sentido, é fundamental [...]

Guide Investimentos - 23/05/2022

Dividendos x juros sobre capital próprio: o que são e como compor a carteira com eles?

A negociação de ações está entre as possibilidades de investimento para quem visa obter ganhos na bolsa de valores. No entanto, [...]

Guide Investimentos - 20/05/2022
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções