Qual a diferença entre LC, LCI e LCA?

Tempo de leitura: 5 minutos

Os investimentos em renda fixa trazem diversas possibilidades para quem deseja ter mais segurança e previsibilidade quanto ao retorno. Na hora de compor sua carteira, as letras financeiras podem ser boas alternativas. Porém, antes de aplicar é preciso conhecer a diferença entre LCI, LCA e LC.

O que veremos neste artigo?
O que é LC?
O que é LCI?
O que é LCA?
Como investir considerando a diferença entre LCI, LCI e LCA?

Elas variam quanto aos emissores, à liquidez e até à tributação. Quanto mais você explorar as características de cada uma, mais fácil será selecionar o que parece se adequar melhor aos seus objetivos.

A seguir, veja como LCI, LCA e LC se diferenciam e aprenda a identificar a alternativa ideal para seu portfólio!

O que é LC?

A letra de câmbio (LC) é um título que faz parte dos investimentos em renda fixa. A sua emissão é feita por financeiras e isso a difere dos certificados de depósito bancários (CDBs), por exemplo, que são emitidos por bancos.

Os recursos obtidos financiam empréstimos oferecidos por essas instituições. Atenção: ela também é diferente da letra financeira (LF), que é emitida por empresas financeiras que buscam captar recursos de longo prazo.

Conheça mais detalhes:

Rendimento

Apesar de haver diferença entre LC, LCI e LCA, o retorno funciona de maneira semelhante. Ao investir em títulos de renda fixa no geral, é possível obter um entre os três tipos de rentabilidade:

No caso de títulos pós-fixados, é comum que o retorno seja um percentual do Certificado de Depósitos Interbancários (CDI). Nos híbridos, o rendimento costuma ser composto por uma taxa fixa mais o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Quando for conferir os demais títulos nos próximos parágrafos, lembre-se de que essas regras também valem para eles.

Segurança

Em relação à segurança, o maior risco da letra de câmbio é o de crédito. Ou seja, depende da capacidade de pagamento da instituição. Isso pode ser avaliado pelo rating do emissor do título.

Além disso, o risco é reduzido pela cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Ela é de R$ 250 mil, por CPF e por instituição financeira, com limite máximo de R$ 1 milhão a cada 4 anos. Assim, mesmo que o emissor dê o calote, o investidor conta com essa segurança.

Vale destacar que LCI e LCA também têm FGC. Portanto, sobre a cobertura, os três investimentos são iguais.

Tributação

O investimento é tributável, então significa que a LC tem Imposto de Renda sobre os rendimentos obtidos. A cobrança de Imposto de Renda na letra de câmbio acontece pela tabela regressiva, com desconto na fonte.

Quanto mais tempo o dinheiro passa investido, menor é a alíquota. Veja:

    Alíquota incidente conforme período de investimento  
  Até 180 dias     22,5%  
  De 181 a 360 dias     20%  
De 361 a 720 dias   17,5%  
Acima de 720 dias   15%  

Liquidez

Em relação ao prazo, o investimento em LC pode ter durações diferentes. É possível tanto encontrar títulos que duram cerca de 1 ano até os que têm prazo maior que 5 anos. Na média, é frequente ver LCs de 2 anos.

Quanto à liquidez, ela costuma se dar apenas no vencimento. Por isso, o recomendado é manter a aplicação até o final. O resgate antecipado pode ser feito no mercado secundário, mas há risco de perda de rentabilidade.

O que é LCI?

A letra de crédito imobiliário (LCI) também é um título de renda fixa. A diferença é que ele pode ser emitido por diversas instituições financeiras e tem o objetivo específico de financiar o crédito ligado ao setor de imóveis.

Saiba mais!

Tributação

Uma das principais dúvidas dos investidores é se LCI tem Imposto de Renda. O investimento é isento, o que pode torná-lo uma alternativa mais atraente. Afinal, o rendimento da LCI não sofre descontos de tributo, aumentando a rentabilidade líquida.

Contudo, é preciso ter cuidado: nem sempre isso significa que uma LCI renderá mais que uma LC, por exemplo. Cabe ao investidor avaliar os títulos e comparar a rentabilidade líquida, pois mesmo cobrando IR uma aplicação pode oferecer taxas maiores que um título isento.

Liquidez

A aplicação em LCI costuma ter prazos um pouco maiores. Além disso, a liquidez costuma ser baixa — com resgate apenas no vencimento. Em alguns casos, há liquidez diária depois de um período de carência (geralmente 90 dias).

O que é LCA?

Para entender a diferença entre LC, LCI e LCA falta conhecer a letra de crédito do agronegócio (LCA). Assim como as outras alternativas, é um título de renda fixa. Porém, a distinção é que os recursos são direcionados para o mercado agro.

Veja detalhes:

Tributação

Assim como acontece com o investimento em LCI, o investimento em LCA não tem cobrança de Imposto de Renda. Isso ocorre nos dois casos porque se tratam de aplicações voltadas a setores importantes da economia brasileira. Logo, o benefício visa incentivar o crédito.

Liquidez

Outros pontos em comum com a LCI é que a LCA são o prazo e a liquidez. O título também apresenta prazos um pouco maiores e liquidez no vencimento — ou diária depois de um período de carência. É preciso conferir a informação antes de investir.

Como você pode ver, a principal distinção entre LCI e LCA é o destino dos recursos captados. Já em relação à LC, a diferença maior está na cobrança de Imposto de Renda. Exceto esses aspectos, os títulos se comportam de maneira semelhante.

Como investir considerando a diferença entre LCI, LCI e LCA?

Pensando nas distinções entre os três títulos, podemos concluir que LCI e LCA são praticamente idênticas e as principais diferenças ficam entre elas e a LC. Caso você tenha dúvidas para saber em qual deve investir, o ideal é considerar seus interesses.

Busque aquela que se encaixa no seu perfil de investidor e em seus objetivos financeiros. Como vimos, investir em LCI ou LCA pode trazer vantagens do ponto de vista tributário. Mas nem sempre isso significa rentabilidade maior.

Assim, pode haver LCs que apresentam um risco um pouco maior e um potencial ampliado de retorno. Então, vale a pena comparar as opções para escolher. E, a depender da sua estratégia, é possível diversificar a carteira com essas possibilidades.

Agora você sabe quais são as semelhanças entre os títulos e qual é a diferença entre LC, LCI e LCA. Certamente ficará mais fácil selecionar em qual investir. Lembre-se de considerar seus objetivos financeiros e sua tolerância ao risco para compor a carteira.

Se quiser ter acesso a esses e outros produtos e ativos financeiros, abra sua conta na Guide Investimentos!

Relacionados

Guia da renda variável: tudo o que você precisa saber para investir!

Muitos investidores têm interesse em investir em renda variável, apesar do receio em relação aos riscos. Afinal, essa classe de investimentos [...]

Guide Investimentos - 15/09/2021

6 Informações que você precisa conhecer antes de começar a investir na bolsa!

Quem quer começar a investir na bolsa precisa conhecer diversas informações importantes. Afinal, fazer aportes sem entender esse mercado e o [...]

Guide Investimentos - 13/09/2021

Psicologia Econômica: o que é e como aplicá-la para organizar suas finanças pessoais?

A relação das pessoas com o dinheiro vai além dos cálculos de ganhos e despesas. Para dar conta dos aspectos comportamentais [...]

Guide Investimentos - 10/09/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções