Taxas futuras de juros oscilam entre margens estreitas e longas têm viés de alta

Tempo de leitura: 1 minuto

Os juros futuros longos começaram o dia em alta, chegaram a adotar viés de baixa diante do enfraquecimento do dólar ante o real, e voltavam para o terreno positivo. Os curtos e médios, por sua vez, rondam a estabilidade, mas o viés é para queda, após terem subido ontem em ajuste ao tom mais “hawkish” – ou duro – do Copom, sinalizando que o ciclo de aperto monetário pode começar em março. Às 9h16, desta quarta-feira, 27, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 estava em 7,32%, de 7,30% no ajuste de terça. O DI para janeiro de 2023 estava em 5,08%, de 5,09%, enquanto o vencimento para janeiro de 2022 marcava 3,42%, de 3,43% no ajuste anterior.

Relacionados

Petrobras anuncia reajustes de 1,9% para gasolina e de 3,7% para o diesel

A Petrobras informou às distribuidoras de combustíveis que vai aumentar o diesel em 3,7% e a gasolina em 1,9% a partir [...]

Estadão - 15/04/2021

Ouro fecha em forte alta, com queda dos juros dos Treasuries e dólar fraco

O contrato futuro de ouro mais líquido de ouro fechou em alta nesta quinta-feira, 15, impulsionado pelo enfraquecimento do dólar e [...]

Estadão - 15/04/2021

Bolsonaro cita 'toque de recolher' na Argentina e Fernández desmente brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, pelo Twitter, que a Argentina vive um "toque de recolher" entre "20h [...]

Estadão - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções