EUA: gastos com consumo sobem 4,2% e renda salta 21,1% em março ante fevereiro

Tempo de leitura: 1 minuto

Os gastos com consumo nos Estados Unidos subiram 4,2% em março ante fevereiro, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta sexta-feira pelo Departamento do Comércio. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 4%. Já a renda pessoal saltou 21,1% no mesmo período, superando o ganho de 20% projetado pelo mercado.

Os dados de renda pessoal de fevereiro ante janeiro sofreram leve revisão, de baixa de 7,1% para recuo de 7%. A pesquisa também mostrou que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) – medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) – subiu 0,5% em março ante fevereiro. O núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, avançou 0,4% no período, vindo acima da previsão de alta de 0,3%. Na comparação anual, o PCE subiu 2,3% e seu núcleo aumentou 1,8% em março.

Relacionados

Presidente da dona da Fiat vê piora no cenário de falta de peças até junho

O segundo trimestre será o mais severo para a indústria automobilística brasileira, que pode voltar a suspender a produção por causa [...]

Estadão - 07/05/2021

BIP seria porta de entrada no mercado de trabalho

Dentro da equipe econômica, a criação do Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) é vista como "porta de entrada" no mercado de [...]

Estadão - 07/05/2021

IBGE: piora da pandemia prejudicou todo segmento do varejo, exceto supermercados

O recrudescimento da pandemia de covid-19 e as medidas restritivas necessárias para o combate à disseminação do novo coronavírus prejudicaram de [...]

Estadão - 07/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções