Tribunal de Moscou mantém sentença contra oposicionista Navalny

Tempo de leitura: 1 minuto

O Tribunal da Cidade de Moscou decidiu neste sábado que a prisão de Alexei Navalny é legal, com isso ele deve passar dois anos e meio preso, de acordo com a agência russa Tass. Navalny é um crítico do presidente Vladimir Putin e afirma sofrer perseguição política.

A corte decidiu que o tribunal de primeira instância agiu de modo legal ao reverter uma suspensão condicional da pena em prisão, em um processo por suposto desvio de recursos. Navalny foi alvo de envenenamento no país e transferido para a Alemanha para se tratar, mas autoridades russas afirmaram que ele não reportou seu paradeiro nem compareceu a compromissos com a justiça local no período em que estava fora do país, por isso sua pena suspensa foi endurecida.

O caso foi o estopim para a realização de protestos no país contra o governo, que resultaram em milhares de prisões. O Tribunal Europeu de Direitos Humanos exigiu nesta semana a libertação de Navalny, no que o governo russo qualificou como interferência indevida em seu Judiciário. Agora, a União Europeia pode adotar sanções contra a Rússia, enquanto Moscou ameaça cortar relações com o bloco, caso isso se confirme.

Relacionados

Bolsas da Europa fecham em queda, com setores de energia e viagens

Os mercados acionários europeus recuaram nesta terça-feira. Após um início misto, os índices se firmaram no vermelho, aprofundando o movimento mais [...]

Estadão - 20/04/2021

J&J retomará fornecimento de vacinas contra covid-19 à UE após revisão da EMA

A Johnson & Johnson (J&J) anunciou nesta terça-feira (20) que retomará o fornecimento de vacinas contra a covid-19 para a União [...]

Estadão - 20/04/2021

País terá US$ 1 bilhão para digitalizar serviços

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou uma linha de crédito de US$ 1 bilhão para financiar projetos que melhorem a [...]

Estadão - 20/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções