Vacinas estão chegando rapidamente em países ricos, mas não em mais pobres

Tempo de leitura: 1 minuto

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, declarou nesta segunda, 25, que as vacinas desenvolvidas para prevenir a covid-19 estão chegando rapidamente a países mais ricos, o que pode deixar os países mais pobres desamparados.

“Vacinas estão chegando rapidamente em países de alta renda, mas não nos mais pobres. Vacinas precisam ser bens comuns globais”, disse, durante o Fórum Econômico Mundial, habitualmente sediado em Davos, mas que ocorre de modo virtual nesta edição devido à pandemia. O secretário-geral da ONU citou a importância do Covax, iniciativa global Covax para distribuição de vacinas.

Guterres afirmou ainda que é necessário imunizar países em desenvolvimento juntamente com países mais avançados a fim de evitar novas variantes e mutações do novo coronavírus. “É crucial fazer vacinas acessíveis a, pelo menos, 20% de população em países em desenvolvimento. Se o Hemisfério Sul ficar sem imunização, o vírus terá novas mutações e não conseguiremos pará-lo.

Relacionados

Bolsas da Europa fecham em alta, com dados de China e EUA no radar

Os mercados acionários da Europa tiveram ganhos nesta sexta-feira, 16, apoiados por dados positivos dos Estados Unidos e da China, lidos [...]

Estadão - 16/04/2021

Poços e plataformas de petróleo em atividade nos EUA sobem 7 na semana, a 344

O número de poços e plataformas de petróleo em atividade nos Estados Unidos subiu 7 na semana, a 344, informou nesta [...]

Estadão - 16/04/2021

ITE-Facamp cai 0,50% em fevereiro ante janeiro, com ajuste sazonal

O Índice de Tendência Econômica da Facamp (ITE-Facamp) caiu 0,50% em fevereiro ante janeiro, considerando a série com ajuste sazonal, depois [...]

Estadão - 16/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções