Economia/Waldery: Déficit projetado pode ir a 6% do PIB com novas medidas

Tempo de leitura: 1 minuto

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o déficit primário das contas do governo federal projetado para 2020 deverá subir para 6% do Produto Interno Bruto (PIB) com novas medidas de enfrentamento do coronavírus no Brasil.

“Novas medidas serão tomadas, em particular, as que tenham a maior efetividade”, disse. Segundo Waldery, o Ministério da Economia segue os parâmetros repassados pelo Ministério da Saúde.

A projeção mais recente é de um déficit de 5,55% do PIB (R$ 419,2 bilhões). Desse total, 2,97% do PIB serão gastos com a aplicação de medidas de enfrentamento do coronavírus. É essa despesa que pode subir para 3,3% a 3,4% do PIB nas próximas semanas.

O secretário disse que, com zelo fiscal, a economia vai voltar ao dinamismo.

Relacionados

Rússia: BC eleva juro básico a 5% e diz que avaliará necessidade de novo aumento

O Banco Central da Rússia decidiu elevar sua taxa básica de juros em 50 pontos-base, a 5%, após concluir reunião de [...]

Estadão - 23/04/2021

Startup loft fecha o maior aporte do Brasil

Após receber um aporte de US$ 425 milhões em março, a startup de compra, reforma e venda de imóveis Loft está [...]

Estadão - 23/04/2021

Especialistas criticam política ambiental brasileira

Em um discurso de quase 7 minutos na abertura da cúpula do clima, o presidente Jair Bolsonaro procurou desenhar um cenário [...]

Estadão - 23/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções