Dívida do Basil não chegará a 100% do PIB, diz Mansueto

Tempo de leitura: 1 minuto

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que a dívida do Brasil em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) não ficará na faixa de 100% do PIB como alguns economistas têm estimado. Também afirmou que o “lockdown” pode ser menor que o esperado por esses especialistas, dizendo que é preciso avaliar o que dizem os profissionais da área da saúde. “O nível da dívida deve ficar entre 85% e 90% do PIB, mas no próximo ano, temos de retomar a agenda de reformas para que o País cresça e reduza esse peso da dívida na economia”, afirmou em entrevista à GloboNews.

A despeito de reconhecer um avanço considerável da relação dívida/PIB, o secretário preferiu não fazer estimativa para o PIB deste ano. Lembrou que alguns economistas já estimam retração na faixa de 8% do PIB, mas ponderou que ainda não é possível fazer projeção. “Pode ser dois, três, cinco, até maior, mas ainda não sabemos. Vamos esperar as próximas semanas para ver até quando se dará o ‘lockdown'”, disse.

Ele reafirmou nesta manhã que os gastos que o governo está fazendo neste momento para amenizar os impactos do novo coronavírus na saúde e na economia são temporários. “Esse é o cuidado que temos de reconhecer. A PEC do Orçamento de Guerra tem nos ajudado, pois não permite folga para despesa permanente. Neste ano, são gastos prioritários para proteger as pessoas, a renda, os informais. E é bom reconhecer o papel do Congresso”, disse.

Relacionados

Iraque: drone com explosivos ataca base aérea dos EUA; não há relatos de vítimas

Um drone com explosivos atacou uma base aérea dos Estados Unidos no norte do Iraque nesta quarta-feira, 14, no aeroporto de [...]

Estadão - 14/04/2021

OMC e OMS discutem compartilhamento de know-how e maior produção de vacinas

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou nesta quarta-feira, 14, que o mundo deve "explorar todas as [...]

Estadão - 14/04/2021

Painel do CDC adia voto sobre riscos de coágulo com uso vacina da J&J

Um painel consultivo federal se recusou nesta quarta-feira, 14, a votar sobre como a vacina contra a covid-19 da Johnson & [...]

Estadão - 14/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções