O que são ADRs & BDRs e como utilizá-los?

Negociar no mercado financeiro já foi bem mais complicado. Em décadas passadas, as taxas eram altas, não existiam muitos cursos e material educativo, além disso, tudo era presencial e com papel. A partir dos anos 2000, a digitalização veio para democratizar mais o acesso à renda variável e o contexto brasileiro modificou expressivamente nos últimos dez anos com a internet. Porém, ainda temos alguns pontos para melhorar.

Hoje na bolsa brasileira existem pouco mais de 300 empresas de capital aberto, enquanto somente o índice americano S&P500 é composto por quinhentos ativos cotados nas NYSE ou NASDAQ, sem contar as ações fora do índice e de outras bolsas americanas. Uma solução criada para esse gargalo são os recibos de depósito de valores mobiliários como ADRs e BDRs que permitem uma atuação do investidor em ativos internacionais e nas bolsas de outros países. Siga a leitura e compreenda melhor este assunto.

O que é BDR?

“Quer investir no Google? Como?” Estas perguntas são válidas, afinal o capital da empresa é aberto somente nos EUA e não no Brasil. Será que é preciso viajar para os Estados Unidos, fazer uma conta no banco, arrumar uma corretora, transferir o dinheiro para lá, pagar o câmbio? A resposta é que não precisa, pois existe o BDR, o Brazilian Depositary Receipt.

Um BDR é um título criado por uma instituição financeira com base no Brasil que tem lastro em títulos estrangeiros. Ou seja, apesar de estarem vinculados e atrelados às ações originariamente custodiadas no país de origem, esses títulos podem ser negociados livremente na B3, garantindo a possibilidade de você, brasileiro, ser investidor no Google ou na Apple com a mesma facilidade que investiria no Itaú ou na Petrobras.

Uma instituição financeira pode lançar um programa de BDR junto com a empresa da ação ou de forma independente. Prossiga para entender melhor.

BDR Patrocinado

BDRs Patrocinados são aqueles em que a empresa se envolve diretamente com a instituição financeira para lançar suas ações no mercado brasileiro. Entre os objetivos da companhia podem estar: aumentar sua liquidez atraindo novos investidores, diversificar sua base de acionistas, ganhar mais visibilidade ou outros motivos. Independente disto, existem três níveis de BDRs Patrocinados:

Nível I – A empresa continua emitindo suas demonstrações contábeis de acordo com o país de origem e só investidores qualificados podem negociar os títulos.
Nível II – A empresa se registrar na Comissão de Valores Imobiliários (CVM), e assim amplia o perfil de seus investidores. Para isso, a empresa necessita de emitir seus relatórios contábeis no padrão brasileiro. Entretanto, não é permitido a realização de uma oferta pública desses títulos.
Nível III – Muito similar ao nível II, mas agora é possível fazer uma oferta pública dos títulos.

BDR Não Patrocinado

A principal diferença para o Patrocinado é que no caso do BDR Não Patrocinado, a empresa estrangeira não precisa estar envolvida. Sendo assim, tendo autorização da CVM, basta a instituição financeira custodiar e “travar” a negociação de ações da empresa na bolsa estrangeira. Para a companhia não muda nada e só investidores qualificados podem negociar esses títulos.

E ADR, o que significa?

ADRs (American Depositary Receipts) são os títulos de fora dos EUA negociados nos Estados Unidos. Perante a regulação americana ADRs Não Patrocinadas e Patrocinadas Nível I não podem ser negociadas em bolsa, só em mercado de balcão. Ademais existem também títulos Patrocinados Níveis II e III. Destaca-se como ADR brasileiro os ativos da Petrobras, que tem o PBR.A como um dos códigos de negociação na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE).

No Brasil, a liquidez de BDRs ainda é ínfima, um dos motivos é a falta de volume da própria bolsa. De qualquer forma, BDRs e ADRs são ferramentas cada vez mais viáveis para se ter em seu portfólio de ações. Em relação a proventos, a aplicação nos recibos de depósito traz os mesmos resultados para os investidores independente do país onde estejam, assim como a tributação assemelha-se a outro ativo pertencente a sua carteira.

Agora que você já sabe a diferença, abra sua conta na Guide e invista nesse e outros tipos de investimentos!

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções
Bitnami