O que fazer com a restituição do imposto de renda 2021?

Tempo de leitura: 5 minutos

Estamos na época da declaração do imposto de renda e, por isso, você já deve estar pensando no valor da restituição do imposto de renda.

O que veremos neste artigo?
O que é a restituição do imposto de renda?
Como consultar a restituição do imposto de renda?
Como fazer render a restituição do imposto de renda?
É possível investir sua restituição na renda variável?
Conclusão

Diante disso, é importante saber como usar o dinheiro de forma correta e fazê-lo render. Leia até o final e veja algumas dicas de como e onde investir sua restituição.

O que é a restituição do imposto de renda?

A restituição do imposto de renda é um direito de qualquer cidadão que faz a declaração de IR e possui um saldo a receber. Neste caso, a Receita Federal é responsável por depositar o montante na conta bancária do contribuinte e por realizar o cálculo de acordo com o número de deduções feitas.

Vale frisar que existem alguns gastos que podem ser abatidos no documento e aumentar as chances do contribuinte ser restituído, como saúde, educação, dependentes, contribuição ao INSS e previdência privada.

Como consultar a restituição do imposto de renda?

Para consultar se você tem direito a restituição do imposto de renda de 2020 basta acessar o site da Receita Federal. Será necessário inserir seu CPF, data de nascimento e selecionar o ano de exercício. Após estes procedimentos, verifique se existe alguma pendência a ser regularizada ou consulte o cronograma de lotes.

O calendário 2020 de devolução do IR segue uma ordem cronológica que respeita a entrega dos documentos, ou seja, quanto antes você enviar sua declaração, mais rápido será restituído. Por isso, o ideal é se organizar com antecedência, fazer um planejamento dos gastos e investir o montante que receber. 

Como fazer render a restituição do imposto de renda?

Se você recebeu um valor extra, referente à restituição do imposto de renda, aproveite para utilizá-lo da melhor forma possível. Aqui vão algumas dicas:

1)   Pagar dívidas

Se você tem dívidas ou está com nome sujo, o ideal é priorizar o pagamento dessas pendências. Para isso, utilize o valor da restituição e coloque em dia os boletos atrasados e as faturas vencidas. Busque quitar os débitos que costumam ter um peso maior no seu orçamento mensal ou antecipar aquela parcela que ainda não venceu. Além disso, tente negociar, afinal com dinheiro em espécie para saldar a dívida você pode obter descontos.

2)   Fazer uma reserva de emergência

Para aqueles que não possuem dívidas, o primeiro passo é fazer uma reserva de emergência. Essa etapa é super importante para qualquer pessoa que deseja fazer um bom planejamento financeiro e posteriormente se tornar um investidor. É um montante destinado para situações inesperadas, como desemprego, acidente, crise econômica, ou até mesmo para o momento atual, afinal estamos passando por uma pandemia. Geralmente, o indicado é guardar um valor equivalente a 6 meses do seu custo mensal e que seja aplicado em um investimento com resgate rápido ou imediato.

3)   Investir na renda fixa

Começar a investir em renda fixa é o segundo passo, ideal para quem já saiu do vermelho, deseja formar uma reserva de emergência ou ainda diversificar sua carteira de investimentos. Em geral, essa modalidade traz segurança e tranquilidade, sem precisar correr tantos riscos.

Tesouro Direito

O Tesouro Selic (LFT) é muito utilizado para formar a reserva de emergência. É um título público considerado de baixo risco, assim como a poupança, tendo o resgate antecipado fácil e rápido. O aporte inicial pode ser feito a partir de R$100,00.

CDB

O CDB é um título de renda fixa comum entre os investidores iniciantes. São emitidos por bancos e possuem proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). É possível encontrar diversos certificados de depósito bancário (CDB) em corretoras a partir de R$100,00.

LCI e LCA

A LCI e a LCA são uma modalidade de investimento que promove o financiamento do setor imobiliário e agrícola. A principal vantagem é a isenção do imposto de renda sobre o valor aplicado, diferente do que acontece com outros ativos, como CDB e Tesouro Selic.

CRA e CRI

O CRA e o CRI são bem semelhantes às letras de crédito LCA e LCI, pois também captam recursos para financiar o mercado de imóveis e o agronegócio. O montante investido é isento de imposto de renda, entretanto não apresenta a garantia do FGC.

  Conheça mais opções da renda fixa e não deixe o seu dinheiro na poupança.  

É possível investir sua restituição na renda variável?

A Bolsa de Valores pode ser uma boa opção para quem deseja alavancar seus ganhos e diversificar seus investimentos. Com o valor da restituição do imposto de renda você já pode começar a investir. Uma alternativa, para quem deseja iniciar com pouco recurso é comprar ações através do mercado fracionário. Assim, é possível montar uma carteira em renda variável com um capital reduzido. Mas não se esqueça de verificar os riscos e caso seja necessário entre em contato com seu assessor.

Conclusão

Com o dinheiro do IR em mãos, não perca a oportunidade de fazê-lo render. O ideal é colocar os boletos em dia e posteriormente começar a investir. A maioria dos ativos de renda fixa é acessível para quem possui pouco recurso e está iniciando agora. Mas se você deseja montar um portfólio com a possibilidade de ter mais retorno, considerando os riscos, a renda variável pode ser uma opção. Amplie seus conhecimentos sobre investimentos e esteja pronto para avançar nas posições.

Relacionados

Inflação e Política monetária nas economias desenvolvidas

O otimismo presente neste início de ano, sobretudo relacionado aos avanços nas campanhas de vacinação e a consequente recuperação socioeconômica dos [...]

Alejandro Ortiz Cruceno - 11/02/2021

Dia da Previdência: Reformas para o aniversariante

Hoje, diferente de textos anteriores, vamos começar com uma proposta ousada. O motivo para isso está nas vésperas de um “aniversário” [...]

Terraco Econômico - 22/01/2021

Onde investir o 13º salário e começar o ano com dinheiro no bolso?

Quem recebe 13º salário costuma ficar indeciso sobre qual destino dar a esse valor. Afinal, com as festas de fim de [...]

Guide Investimentos - 09/12/2020
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções