Cotações por TradingView

O que é trader? Veja o que faz esse profissional do mercado financeiro e saiba como se tornar um trader

Tempo de leitura: 5 minutos

Investir para o longo prazo não é a única forma de aproveitar as oportunidades da bolsa de valores. A especulação também é um caminho. Mas, para colocá-la em prática, é preciso em primeiro lugar saber o que é um trader.

Esse profissional tem um papel importante na precificação de ativos e derivativos e para garantir a liquidez do mercado. Neste artigo, você poderá conferir como ele atua e até se vale a pena se tornar um.

Continue a leitura!

O que é um trader na bolsa de valores?

Um trader é um especulador do mercado financeiro. Trata-se, portanto, de quem efetua transações de compra e venda de ativos e derivativos em curtos espaços de tempo. O principal objetivo é explorar a volatilidade do mercado e lucrar com ela.

Então o trader se diferencia do investidor, que faz aportes com foco no longo prazo. Portanto, é comum que ele faça muito mais operações que um investidor tradicional, por exemplo. A diferença também está no objetivo, pois o especulador não deseja se manter sócio de empresas.

As operações se baseiam na compra e venda de ativos e derivativos e na tomada de decisão com apoio da análise técnica. Também chamada de análise gráfica, ela acompanha os preços e os volumes de negociação.

Assim, o trader avalia o gráfico para encontrar tendências de alta ou de baixa. Ele também identifica padrões ou reversões na tendência. Assim, pode definir quando comprar e quando vender.

Entre as estratégias, o tempo é o fator de diferenciação. No day trade, a compra e a venda acontecem no mesmo dia. Já o swing trade envolve operações que duram algumas semanas. Nas operações do tipo position, a posição é mantida por alguns meses.

Quais são os tipos de trader no mercado?

Como você viu, a variedade de estratégias de especulação pode definir traders diferentes de acordo com o tempo de operação. Há, portanto, o day trader, o swing trader e o position trader.

Além disso, existe outra classificação sobre os tipos de trader no mercado financeiro. O trader autônomo, por exemplo, trabalha por conta própria e pode investir no tempo livre ou de maneira profissional.

Já o trader institucional é contratado por uma instituição, que também pode ser responsável por determinar como será a estratégia utilizada. É o que acontece com os brokers — que são traders que executam as operações na bolsa de valores, mas não tomam as decisões das operações.

Quanto ganha o trader?

Quem procura saber o que é um trader profissional, normalmente, tem interesse em descobrir quanto o especulador ganha. No entanto, não existe um valor único ou mesmo uma espécie de média salarial.

Os ganhos dependem de diferentes condições. Por exemplo, a experiência no mercado financeiro, os conhecimentos sobre o setor e o tempo dedicado à bolsa de valores. Também há uma variação de acordo com os objetivos e até com o montante que o trader tem disponível para realizar operações.

No caso dos que operam de maneira institucional, os ganhos podem variar com o perfil e com o foco das atividades. Por exemplo, o rendimento será diferente quando ele realiza as próprias operações ou quando segue uma estratégia montada por outra pessoa.

Quais são os riscos e as vantagens da atuação?

Assim como investir tem aspectos positivos, ser um especulador também tem as suas vantagens. Primeiramente, é possível considerar o potencial de ganho. Com um bom nível de conhecimento e estratégias robustas, a volatilidade pode favorecer um bom desempenho.

A atuação nessa área também costuma oferecer mais flexibilidade de horários, especialmente para quem especula de forma autônoma. No entanto, lembre-se de que operações mais curtas podem demandar mais dedicação e um tempo maior.

Em relação à versatilidade, também se destaca o fato de poder realizar seu trabalho em diferentes locais. Todas as operações acontecem virtualmente, então você pode operar de qualquer lugar do mundo.

Entre as desvantagens, é necessário considerar os riscos atrelados. Por causa da alta exposição à volatilidade, as operações são mais arriscadas. Isso aumenta o perigo de perder dinheiro. As chances de prejuízo são ainda maiores para quem não tem muito conhecimento ou experiência.

Sendo assim, não basta saber o que é um trader ou o que ele faz. É necessário se preparar para manejar os riscos e diminuir as chances de eles se concretizarem em perdas.

Como se tornar um trader?

Saber o que é preciso para ser um trader é o primeiro passo para ser um especulador. Na prática, não é obrigatório ter uma certificação trader, já que muitos atuam de forma autônoma e até mesmo no seu tempo livre.

Porém, se o seu interesse for se envolver de maneira profissional, pode ser interessante fazer cursos e aprofundar o conhecimento técnico. Afinal, muitas empresas exigem esse respaldo, o que poderia facilitar a sua contratação.

De qualquer maneira, é importante expandir seus conhecimentos e ter mais estudo na área — mesmo que por conta própria. O ideal é conhecer bem os indicadores disponíveis, os gráficos, as tendências e assim por diante.

Também vale a pena passar por treinamento para ganhar experiência, como em simulações e operações de teste. Ao colocar os conhecimentos em prática, você consegue identificar desafios e oportunidades e começa a aprimorar a sua atividade.

E não esqueça o manejo de risco. Especular não significa apostar dinheiro, e sim encontrar oportunidades com base em análises eficientes. Você deverá ter tranquilidade e controle emocional para montar e se desfazer de posições.

Vale a pena ser trader?

Quem sabe o que é um trader pode se perguntar se, de fato, vale a pena se tornar um especulador. A verdade é que isso depende das suas características pessoais.

Assim como quem investe tem que pensar em seu perfil de investidor, é crucial considerar os seus objetivos e o seu apetite ao risco na hora de especular. Se não estiver disposto a fazer esse manejo de altos riscos, a atividade não é para você.

Caso a alternativa se encaixe em sua realidade, é preciso unir aprendizado, conhecimento, compreensão de análise técnica e dedicação para ser um trader de sucesso. Assim, há maiores chances de a atividade valer a pena e poder entregar o que você espera.

Sabendo o que é um trader, você pode decidir se tornar um especulador — desde que esteja relacionado aos seus objetivos e à sua capacidade de manejo de riscos. Como consequência, é possível aproveitar os aspectos positivos da atuação!

Não deixe esse conhecimento parar em você. Compartilhe o post nas suas redes sociais e mostre as informações para mais pessoas!

Relacionados

O que é direito de subscrição e para que serve?

O mercado financeiro oferece diversas oportunidades para investidores ampliarem seu patrimônio e rentabilizarem seu portfólio. Afinal, é possível valorizar seus investimentos [...]

Guide Investimentos - 27/05/2022

Vale a pena comprar uma ação fracionada?

Quem deseja investir no mercado de ações precisa conhecer as diferentes alternativas disponíveis nesse ambiente de negociações. Nesse sentido, é fundamental [...]

Guide Investimentos - 23/05/2022

Dividendos x juros sobre capital próprio: o que são e como compor a carteira com eles?

A negociação de ações está entre as possibilidades de investimento para quem visa obter ganhos na bolsa de valores. No entanto, [...]

Guide Investimentos - 20/05/2022
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções