O que é FIC? Descubra!

Tempo de leitura: 5 minutos

Quando você busca formas de fazer seu dinheiro render ou alcançar objetivos no mercado financeiro, os fundos de investimento podem ser uma alternativa interessante. Entre eles, há o fundo de investimento em cotas. Mas, afinal, o que é FIC?

O que veremos neste artigo?
O que é o fundo de investimento em cotas?
Como funciona o FIC?
Quais são os principais FICs do mercado?
Quais as vantagens de investir no FIC?
Quais os riscos do fundo de investimento em cotas?
Conclusão

Esse fundo pode ser uma opção para quem deseja diversificar a carteira, já que é possível investir em diversas possibilidades ao mesmo tempo. Assim, pode valer a pena entender mais sobre o assunto.

Neste artigo, você saberá o que é o FIC, como ele funciona e quais os tipos mais comuns do mercado. Acompanhe a leitura e tire todas as suas dúvidas!

O que é o fundo de investimento em cotas?

O FIC um é fundo de investimento que investe em cotas de outros fundos de investimento. Por isso, ele também é chamado de fundo de fundos (FoFs). Trata-se de uma modalidade que tem um gestor profissional responsável por realizar os investimentos.

Os investidores são conhecidos como cotistas e participam da estratégia adotada pelo fundo. Geralmente, em um único fundo você está investindo, de forma indireta, em diferentes oportunidades.

A depender da estratégia, é possível se expor até mesmo a ativos variados — como ações, moedas, renda fixa e outros. Assim, não há a necessidade de comprá-los separadamente.

Essa é uma maneira de proteger seu portfólio pela diversificação, pois o bom desempenho de alguns ativos no fundo pode compensar a baixa performance de outros. Ao investir em FIC, essa diversificação é viabilizada sem demandar um custo alto.

Como funciona o FIC?

Depois de saber o que é FIC, é preciso entender como esse tipo de investimento funciona. Assim, você poderá descobrir se é uma opção interessante para o seu perfil de investidor.

Um ponto importante é que existem diferentes classificações para o fundo de investimentos em cotas. Logo, eles podem investir em ativos diferentes — e você saberá mais detalhes ainda deste conteúdo.

Além disso, vale destacar que os fundos são fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Ela determina regras para os FICs em relação ao percentual de patrimônio que deve ser alocado em cotas de fundos de uma mesma classe.

Outro aspecto relevante sobre o FIC é a tributação e os custos. Em primeiro lugar, é preciso pagar uma taxa de administração — e, em alguns fundos, de performance. Elas remuneram a gestão.

Há, ainda, a incidência do Imposto de Renda — que pode ser cobrado de forma antecipada pelo come-cotas em alguns fundos. A cobrança do IR depende de cada tipo. Nos fundos imobiliários, por exemplo, ele não é descontado na fonte.

Quais são os principais FICs do mercado?

Ficou interessado em investir nos FICs? Então é importante entender os principais tipos de fundos de investimento em cotas disponíveis no mercado. Veja a seguir!

FICs de multimercados

Esses são fundos de investimento em cotas que permitem o investimento em diversas classes de fundos. Por exemplo, fundos de ações, de renda fixa e cambiais.

Isso significa que o FIC pode ter todos na carteira de uma só vez, caso faça parte da estratégia dele. Ter essa liberdade maior entre a escolha de fundos pode facilitar a adoção de estratégias de compra e venda pelos gestores do FIC.

FICs de ações

Como o nome indica, nesses FICs o foco está em adquirir cotas de outros fundos de ações. Logo, sua exposição maior será às empresas listadas na bolsa de valores. Entretanto, as características e os riscos do investimento podem variar bastante a depender das escolhas.

FICs de Fundos Imobiliários

Por fim, outro tipo comum de FIC é aquele que foca em fundos de investimentos imobiliários. Nesse caso, o FII adquire as cotas de outros fundos focados no setor de imóveis.

Quais as vantagens de investir no FIC?

Como você viu, o FIC compra cotas de outros fundos. Então, a primeira vantagem é oferecer uma facilidade para o investidor que deseja diversificar. É possível ter uma carteira variada e mais protegida, por conta da diversidade de fundos na sua composição.

Além disso, a gestão profissional pode ser atrativa — principalmente para quem está começando no mercado financeiro. Você não precisa despender muito tempo para avaliar ativos, pois o gestor é responsável por isso.

Outro benefício é permitir aportes de valores mais baixos, quando se compara com a compra individual de todos os ativos que compõem o portfólio. Desse modo, pode ser uma alternativa acessível.

Por suas características, os FICs também podem apresentar potencial de rentabilidade atrativo. Contudo, para ter mais detalhes sobre esse aspecto é preciso consultar a lâmina do fundo. O documento traz as informações pertinentes ao FIC.

Quais os riscos do fundo de investimento em cotas?

Todo investimento envolve riscos e é preciso saber como administrá-los. No caso dos FICs, a gestão de risco é favorecida, já que o portfólio busca diversificação. Com isso, você não se expõe a apenas uma condição de mercado.

Desse modo, os riscos são pulverizados e é possível encontrar mais equilíbrio em relação a eventuais crises setoriais, por exemplo. No entanto, é preciso pensar em quão arriscado é o fundo que você optou por comprar e entender se este produto se encaixa com o seu perfil de investidor. Um Assessor de Investimentos, um Guia, poderá te ajudar nessa tomada de decisão.

Primeiro, vale destacar que os fundos de investimentos não possuem a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Assim, os riscos de perda não são cobertos — como acontece em alguns títulos de renda fixa.

Além disso, os riscos específicos dependem do tipo de cada FIC. Em um fundo que investe em ações, por exemplo, a volatilidade pode ser maior. Logo, é importante conhecer o mercado para avaliar a estratégia e os riscos de cada opção.

Outra recomendação é analisar o histórico do FIC, pesquisando sobre a atuação dos gestores e a performance do fundo no passado. O bom desempenho anterior não garante um retorno futuro, mas é importante para você entender o comportamento do fundo.

Conclusão

Neste post, você entendeu o que é o FIC e quais são os principais detalhes do fundo de investimento em cotas. Ele pode ser uma opção para quem busca maneiras de minimizar sua exposição aos riscos e diversificar a carteira de forma indireta! Gostou do nosso artigo? Quer saber mais sobre opções de investimentos? Então entenda quais são as formas de investir no mercado imobiliário e o que são fundos de crédito!

Relacionados

O que o BBB e o fenômeno Juliette podem te ensinar sobre ações?

Depois do sucesso do BBB 20, o Big Brother 21 também veio com tudo, mas do seu jeito. O programa de [...]

Guide Investimentos - 04/05/2021

Volatilidade: o que é e como ela afeta os seus investimentos

Para iniciar uma performance investidora é preciso compreender termos intrínsecos ao trade. Volatilidade com certeza é uma palavra presente no cotidiano [...]

Syntax Finance - 04/05/2021

Tripé financeiro: entenda a relação entre risco, liquidez e rentabilidade

O tripé financeiro é um conceito fundamental para o mercado de investimentos. Ele trata dos riscos, liquidez e rentabilidade, características que [...]

Guide Investimentos - 27/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções