Bolsonaro: Desemprego no Brasil é questão de metodologia

Tempo de leitura: 1 minuto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar nesta quinta-feira, 6, a metodologia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nas estatísticas do desemprego. Na transmissão semanal ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro reafirmou que a “questão de desemprego é a metodologia”. “Pessoal do IBGE não precisa ficar ‘brabinho’, não”, ironizou, na live, ao lado do presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães.

“Metodologia diz que desempregado é quem procura emprego”, declarou. De acordo com Bolsonaro, se o cidadão “ficar 50 anos em casa” sem trabalhar, é considerado desempregado se procurar emprego.

Ele voltou a responsabilizar governadores e prefeitos. “Se quer reclamar de alguém, tem todo direito, mas foi o teu governador e teu prefeito que te obrigaram ficar em casa”, reiterou. Segundo Bolsonaro, quando um político não está no governo, promete “mundos e fundos” e quando está, a “preocupação é a miséria”.

Relacionados

G7 expressa preocupação sobre China e quer mais estudos sobre origem da covid-19

Em comunicado divulgado neste domingo, os líderes do G7 emitiram um apelo para um novo estudo sobre as origens da covid-19, [...]

Estadão - 13/06/2021

'Langoni foi um economista brilhante', diz Sachsida

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, usou as redes sociais para lamentar a morte do ex-presidente [...]

Estadão - 13/06/2021

Votação neste domingo pode encerrar governo Netanyahu em Israel

O futuro político do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu será decidido neste domingo (13) quando legisladores votarão a respeito de um novo [...]

Estadão - 13/06/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções