Biden diz que invasão é insurreição e pede a Trump para acabar com violência

Tempo de leitura: 1 minuto

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, fez um pronunciamento contundente contra a violência provocada por apoiadores do presidente Donald Trump que invadiram o Congresso nesta tarde para suspender a sessão conjunta da Câmara dos Representantes e do Senado dedicada referendar a vitória do democrata no colégio eleitoral.

“A violência que vimos é um ataque sem precedentes à democracia, ao Estado de Direito”, destacou o presidente eleito. “As cenas vistas foram provocadas por um pequeno número de extremistas, que não são o que nosso povo é. São ações de rebelião que devem acabar agora”, disse Biden. “Peço que o presidente Trump và à TV agora para encerrar estes atos de ocupação. Não é protesto, é insurreição.”

E ressaltou: “Estou chocado e triste que nossa democracia chegou a tal momento escuro, mas vamos vencê-lo.”

Segundo o democrata, “o trabalho nos próximos quatro anos” de seu governo é de “restaurar a decência, o respeito, não elevando as chamas do caos. Somos os Estados Unidos da América.”

“Presidente Trump, aja. Já basta, Já basta. Já basta”, enfatizou Biden.

Relacionados

Painel do CDC adia voto sobre riscos de coágulo com uso vacina da J&J

Um painel consultivo federal se recusou nesta quarta-feira, 14, a votar sobre como a vacina contra a covid-19 da Johnson & [...]

Estadão - 14/04/2021

Cia. Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

A Cia. Hering informou nesta quarta-feira, 14, que o seu conselho de administração decidiu, por unanimidade, rejeitar a proposta de potencial [...]

Estadão - 14/04/2021

Juros caem alinhados a uma melhora do câmbio e com apetite ao risco no exterior

Os juros fecharam a quarta-feira em queda, favorecida pelo apetite ao risco visto no mercado de moedas emergentes, especialmente após declarações [...]

Estadão - 14/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções