Presidente chileno defende adiamento de nova constituinte devido à pandemia

Tempo de leitura: 1 minuto

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, defendeu neste domingo, 28, que o Congresso adie a eleição da assembleia que vai escrever a nova constituição do país, devido à pandemia do coronavírus. O mandatário pediu que os parlamentares alterem a data das eleições de 10 e 11 de abril para 15 e 16 de maio.

“Esta foi uma decisão muito difícil, mas uma que precisamos tomar”, disse Piñera, citando a necessidade de “proteger a saúde e a vida de todos” em meio a um novo surto de infecções pelo coronavírus. Especialistas em saúde já haviam recomendado a suspensão das eleições.

Pela proposta do presidente, as eleições para prefeitos, câmaras de vereadores e governadores também seriam adiadas para maio.

Cerca de 80% dos chilenos votaram, em um plebiscito organizado em outubro, pela mudança da constituição. A constituição atualmente em vigor no país foi redigida durante a ditadura de Augusto Pinochet.

Relacionados

EUA já aplicaram 1ª dose de vacina em mais da metade da população adulta

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o País já aplicou a primeira [...]

Estadão - 18/04/2021

Acidente de trem no Egito deixa ao menos 11 mortos e 100 feridos

Um acidente de trem na província de Qaliubia, norte do Cairo, no Egito, deixou 11 mortos e ao menos 100 feridos [...]

Estadão - 18/04/2021

EUA têm dois ataques a tiros neste domingo; seis pessoas morreram

Dois ataques a tiros foram registrados neste domingo, 18, nos Estados Unidos. Um deles deixou três mortos e duas pessoas gravemente [...]

Estadão - 18/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções