Inflação anual da zona do euro desacelera a 0,7% em março, confirma Eurostat

Tempo de leitura: 1 minuto

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 0,7% na comparação anual de março, desacelerando fortemente em relação ao aumento de 1,2% observado em fevereiro em meio aos efeitos da pandemia de coronavírus, segundo dados finais divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O resultado confirmou estimativa preliminar e veio em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal.

A leitura de março afasta a inflação anual da zona do euro ainda mais da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%.

Na comparação com fevereiro, o CPI da região teve alta de 0,5% em março, também como projetado pelo mercado.

Apenas o núcleo do CPI do bloco, que exclui os preços de energia e de alimentos, subiu 1,1% em março ante fevereiro e registrou acréscimo anual de 1%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Relacionados

Bolsonaro cita 'toque de recolher' na Argentina e Fernández desmente brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, pelo Twitter, que a Argentina vive um "toque de recolher" entre "20h [...]

Estadão - 15/04/2021

Promar pode atrair US$ 15 bi e novos agentes em 5 anos com novo marco regulatório

A revitalização de campos maduros no Brasil pode atrair investimentos de até US$ 15 bilhões de dólares nos próximos cinco anos [...]

Estadão - 15/04/2021

Pandemia provocou ruptura estrutural do modelo de ajuste sazonal, diz IBGE

A melhora de 3,7% no volume de serviços prestados no País em fevereiro ante janeiro deve ser olhada com cautela, porque [...]

Estadão - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções