Há condições para que meta de inflação retorne ao nível de 2%, diz BCE

Tempo de leitura: 1 minuto

O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Philip Lane, afirmou que existem condições para que a inflação da zona do euro retorne à meta de 2% com a revisão da estratégia da entidade, em evento organizado pela think-tank Bruegel. Hoje, o objetivo do BCE é de uma taxa próxima, mas menor, que 2%.

Para Lane, o nível de preços na zona do euro continua sob controle do banco, apesar das preocupações estimuladas pela atual inflação, abaixo da meta do BCE, em meio à pandemia de covid-19.

O dirigente comentou também sobre a revisão estratégica do BCE.

Ele disse concordar com a ideia de que as estratégias estabelecidas devem ir além de selecionar quais serão as políticas certas para o futuro, mas afirmou que o documento não precisa cobrir todas as “eventualidades possíveis” dos próximos 18 anos, quando as diretrizes do BCE serão novamente revisadas.

Quanto à adoção do euro digital, Lane disse que as discussões estão em fase inicial e que a atual revisão da estratégia do BCE “não deve ser confundida” com os trabalhos que o banco tem feito em torno de uma possível moeda virtual.

Relacionados

Índia bate recorde de casos e enfrenta carência de vacinas contra covid-19

Maior produtor de vacinas do mundo, a Índia enfrenta problemas em sua produção de imunizantes contra a covid-19, com milhões de [...]

Estadão - 18/04/2021

Terremoto de magnitude 5,9 atinge sul do Irã, diz agência estatal

Um terremoto de magnitude 5,9 na escala Richter atingiu as províncias de Bushehr e Fars, no sul do Irã, neste domingo, [...]

Estadão - 18/04/2021

França quer diálogo mas apoia sanções à Rússia por 'comportamento inaceitável'

O presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu que outros países mantenham diálogo com a Rússia, mas também apoiou sanções contra o [...]

Estadão - 18/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções