Dólar se enfraquece ante rivais com apetite por risco, mas sobe na semana

Tempo de leitura: 1 minuto

O dólar se enfraqueceu na comparação com rivais, em sessão marcada pelo generalizado apetite por risco nos mercados globais, em um movimento que reduz a demanda pela segurança da divisa americana. O euro e a libra, por outro lado, se fortaleceram, apesar do persistente impasse nas negociações por um acordo comercial entre Reino Unido e União Europeia.

No fim da tarde desta sexta, 16, em Nova York, o dólar caía a 105,43 ienes. O índice DXY, que mede a variação da moeda dos Estados Unidos ante uma cesta de seis rivais fortes, fechou em baixa de 0,18%, a 93,682 pontos, com alta de 0,67% na semana.

“O otimismo do mercado foi prejudicado esta semana, em benefício do dólar, por uma série de preocupações a respeito do vírus, de estímulos, da economia dos EUA e da eleição presidencial no país”, explicou o analista Joe Manimbo, do Western Union.

Na sessão desta sexta-feira, contudo, a divisa americana foi pressionada por dados econômicos que mostraram a contínua retomada do mercado consumidor. Segundo o Departamento do Comércio, as vendas no varejo dos EUA avançaram 1,9% em setembro ante agosto, bem acima da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que projetavam alta de 0,7%.

Já a Universidade de Michigan informou que o índice de sentimento do consumidor no país passou de 80,4 para 81,2 na passagem de setembro para outubro, de acordo com leitura preliminar.

Do outro lado do Atlântico, o euro subia a US$ 1,1717 e a libra avançava a US$ 1,2924. As moedas europeias têm se mostrado sensíveis ao noticiário sobre o Brexit, como é conhecido o processo de saída do Reino Unido da UE. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, informou hoje que o país insular já está se preparando para uma separação sem um tratado para o comércio. As duas partes devem continuar conversando na semana que vem.

“Vemos uma chance substancial de um acordo reduzido, com pequenas concessões e vitórias para os dois lados, o que provavelmente daria um impulso tímido à libra”, avaliou o BBH.

Ante emergentes, o dólar caia a 21,1452 pesos mexicanos e a 77,949 rublos russos.

Relacionados

Petróleo fecha em leve alta após quedas recentes

Os contratos futuros de petróleo fecharam em leve alta nesta quinta-feira, após quedas recentes, observando sinalizações sobre a demanda. O avanço [...]

Estadão - 22/04/2021

Casa Branca defende financiamento de infraestrutura por aumento de impostos

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse nesta quinta-feira, 22, que o presidente americano, Joe Biden, acredita que [...]

Estadão - 22/04/2021

BC reduz exigências de funcionamento para arranjos de pagamento menores

O Banco Central reduziu nesta quinta-feira, 22, por meio da Resolução BCB nº 89, as exigências de funcionamento para os arranjos [...]

Estadão - 22/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções