Dólar vai a R$ 5,4357 com saída de estrangeiros e demanda defensiva de bancos

Tempo de leitura: 1 minuto

O dólar renovou máxima, a R$ 5,4357 (alta de 1,34%) no mercado à vista e, há pouco, desacelerava a R$ 5,4152 (alta de 0,95%). O diretor-superintendente da corretora Correparti, Jefferson Rugik, identifica saídas de investidor estrangeiro do País e compras defensivas por parte de tesourarias de bancos.

Ele atribui também o estresse no mercado a preocupações com o problema fiscal interno e à aversão a risco no exterior, por causa da crise sanitária mundial pela covid-19 e seus impactos negativo na atividade econômica.

“Apesar do presidente Jair Bolsonaro ter desmentido a criação de novos impostos, se a pandemia piorar ainda mais aqui, e pelo jeito está piorando, tudo é possível de vir a ser aprovado como funding para bancar um novo auxílio emergencial”, comenta Rugik.

Relacionados

Artistas dos EUA e Brasil pedem a Biden que não feche acordos com Bolsonaro

Uma carta, assinada sobretudo por artistas de Brasil e Estados Unidos, pede ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que "não [...]

Estadão - 20/04/2021

Lojas Americanas adquire Grupo Uni.co

A Lojas Americanas comunicou nesta terça-feira, 20, que sua subsidiária IF Capital fechou contrato para a adquirir 70% das ações do [...]

Estadão - 20/04/2021

ONS diz que discussões sobre leilões de potência estão sendo finalizadas

O diretor geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, informou que as discussões sobre os inéditos leilões de [...]

Estadão - 20/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções