Dólar recua ante rivais, com expectativa por decisão de juros do Fed

Tempo de leitura: 1 minuto

O dólar recuou ante outras moedas fortes, nesta terça-feira, 9, com a expectativa pela decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que será divulgada amanhã, quarta-feira, 10. Analistas esperam que a instituição mantenha o nível de liquidez que tem proporcionado à economia, o que tende a enfraquecer a divisa americana.

No fim desta tarde em Nova York, o dólar registrava baixa a 107,74 ienes, o euro subia a US$ 1,1345 e a libra avançava a US$ 1,2735. O índice DXY, que mede a variação da moeda americana ante seis rivais, registrou queda de 0,30%, a 96,324 pontos.

Embora o pregão tenha sido marcado por certa realização de lucros no mercado acionário americano, após o recente rali das bolsas de Nova York, esse movimento acabou não se traduzindo em uma busca pela segurança do dólar, ainda que o índice DXY tenha operado em alta no início dos negócios.

“O banco central dos EUA tem desempenhado um papel fundamental na ‘domesticação’ da força do dólar, pois suas ousadas medidas de combate à crise ajudaram a restaurar a confiança dos investidores e a colocar os ativos de risco no caminho da recuperação”, avalia o analista de mercado Joe Manimbo, do Western Union.

Para o estrategista global Michael Every, do Rabobank, o movimento de queda da moeda americana é “simplesmente a reversão da corrida movida pelo pânico” que caracterizou o começo da pandemia de covid-19, “quando o mundo parecia estar desmoronando”. No entanto, para o especialista do banco holandês, os mercados estão sendo guiados pela liquidez fornecida pelos bancos centrais e por “redemoinhos de especulação”.

Por outro lado, Every ressalta que o aumento dos déficits fiscal e de conta corrente dos EUA colabora para o enfraquecimento do dólar. “A excepcionalidade americana está sendo questionada”, alerta, em referência à caracterização do dólar como moeda de reserva global.

Ante divisas emergentes e ligadas a commodities, o dólar não manteve direção única. No final tarde em Nova York, a moeda americana subia a 21,8664 pesos mexicanos, mas caía a 16,6263 rands sul-africanos e a 68,8330 pesos argentinos.

Relacionados

Com 11,4% dos votos contados, Castillo lidera eleições presidenciais no Peru

Com 11,4% dos votos contabilizados, o candidato de esquerda Pedro Castillo lidera a disputa pela Presidência do Peru, informou há pouco [...]

Estadão - 12/04/2021

Lasso se proclama vencedor das eleições presidenciais no Equador

O ex-banqueiro Guillermo Lasso se proclamou vencedor das eleições presidenciais do Equador nesta segunda-feira. O candidato agradeceu aos cidadãos após a [...]

Estadão - 12/04/2021

Embaixador dos EUA afirma que País terá de preservar Amazônia para entrar na OCDE

Diante de uma seleta plateia virtual com nomes de peso do empresariado e ex-ministros de diferentes governos, o embaixador americano no [...]

Estadão - 11/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções