Ouro fecha em alta, com expectativas por pacote fiscal nos EUA pressionando dólar

Tempo de leitura: 2 minutos

O contrato mais líquido do ouro fechou em alta nesta segunda-feira, 5, à medida que o mercado observa atento o avanço das negociações pelo pacote de estímulos fiscais de US$ 1,9 trilhão nos Estados Unidos, proposto pelo governo do presidente Joe Biden. A perspectiva de aprovação do dispositivo derruba o dólar ante moedas rivais nesta sexta-feira, o que torna o contrato do ouro mais barato para negociadores de outras divisas.

O ouro com entrega para abril subiu 1,22%, a US$ 1.813,0 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). Na comparação semanal, contudo, o metal precioso recuou 2,02%. Já a prata, que foi alvo de especulação por pequenos investidores ao longo da semana, avançou 2,99% nesta sexta-feira, a US$ 27,019 a onça-troy, e 0,39% no acumulado dos últimos sete dias.

Hoje, o Senado americano aprovou o dispositivo de reconciliação para a tramitação do pacote de estímulos fiscais de Biden. Na prática, o mecanismo permite que o American Rescue Plan, como é oficialmente chamado o pacote fiscal, passe no Congresso dos EUA por maioria simples, sem o apoio de republicanos. A presidente da Câmara dos Representantes do país, Nancy Pelosi, comemorou a aprovação sem mudanças do mecanismo de reconciliação e disse que o pacote pode ser enviado pela Câmara para a apreciação do Senado em duas semanas.

Diante deste cenário, investidores mantiveram o apetite ao risco durante o dia, pressionando o índice DXY do dólar, com valorização do euro e da libra. Também considerado um ativo seguro, o ouro foi na direção contrária da moeda americana, uma vez que a possível aprovação do pacote de apoio fiscal nos EUA aumenta as expectativas de queda do dólar em 2021, beneficiando o metal precioso.

O mercado ainda reagiu à divulgação do relatório de emprego nos EUA, que registrou leve crescimento em janeiro, em resultado que aponta para uma relativa fraqueza da economia americana e alimenta os argumentos a favor de um pacote fiscal agressivo, de acordo com analistas. “Está claro que a força massiva que vimos antes em muitos setores nos EUA não está mais presente. Isso significa que os legisladores americanos podem intensificar a pressão por uma nova rodada de estímulos”, avalia o analista-chefe de mercados da AvaTrade, Naeem Aslam.

Relacionados

EUA atingem marca de 50% dos adultos vacinados com a primeira dose

Metade dos adultos dos Estados Unidos recebeu pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, anunciou o governo do país [...]

Estadão - 19/04/2021

EUA já aplicaram 1ª dose de vacina em mais da metade da população adulta

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o País já aplicou a primeira [...]

Estadão - 18/04/2021

Acidente de trem no Egito deixa ao menos 11 mortos e 100 feridos

Um acidente de trem na província de Qaliubia, norte do Cairo, no Egito, deixou 11 mortos e ao menos 100 feridos [...]

Estadão - 18/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções