CMN consolida regulamentação sobre segurança cibernética

Tempo de leitura: 1 minuto

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou na quinta-feira, 25, a consolidação da regulamentação sobre segurança cibernética e sobre requisitos para a contratação de serviços de processamento e armazenamento de dados e de computação em nuvem a serem observados pelas instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central.

De acordo com o BC, a consolidação não altera a substância da maioria dos dispositivos em vigor, apenas promove uma revisão das normas que disciplinam o tema, com eliminação de comandos transitórios, já superados.

“A única novidade incorporada foi a necessidade de as instituições financeiras estabelecerem e documentarem os critérios que configurem crise causada por ataque cibernético e manterem essa documentação acessível ao BC por cinco anos”, completou a autoridade monetária.

Relacionados

Bolsonaro cita 'toque de recolher' na Argentina e Fernández desmente brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, pelo Twitter, que a Argentina vive um "toque de recolher" entre "20h [...]

Estadão - 15/04/2021

Promar pode atrair US$ 15 bi e novos agentes em 5 anos com novo marco regulatório

A revitalização de campos maduros no Brasil pode atrair investimentos de até US$ 15 bilhões de dólares nos próximos cinco anos [...]

Estadão - 15/04/2021

Pandemia provocou ruptura estrutural do modelo de ajuste sazonal, diz IBGE

A melhora de 3,7% no volume de serviços prestados no País em fevereiro ante janeiro deve ser olhada com cautela, porque [...]

Estadão - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções