Funcionária de supermercado ocupa horário de Russomanno e diz ter sido humilhada

Tempo de leitura: 1 minuto

O candidato a prefeito de São Paulo Celso Russomanno (Republicanos) teve todo o tempo de sua participação no horário eleitoral gratuito na noite desta quarta-feira, 4, tomado pela Justiça Eleitoral para um direito de resposta à candidatura de Guilherme Boulos (PSOL). A palavra foi dada a Cleide Cruz, caixa de supermercado que foi humilhada pelo candidato, quando ele apresentava seu programa de TV.

A cena em que Russomanno aparece destratando a funcionária de um supermercado foi usada pela campanha de Boulos e rebatida no horário reservado ao candidato do Republicanos, que minimizou o incidente. A Justiça Eleitoral, entretanto, de razão a uma reclamação do psolista. No vídeo de resposta, Cleide afirmou ter sido humilhada por Russomanno.

Imagens dos petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Haddad foram usadas para reforçar o apoio que Jilmar Tatto (PT) recebe de ambos e para alfinetar os candidatos que parecem “esconder quem os apoia”, revelando em seguida se tratar de Bruno Covas (PSDB) e do governador João Doria (PSDB), que “não fizeram quase nada por anos”. A propaganda política citou dois anos em que as obras dos Centros Educacionais Unificados (CEUs) foram paralisadas pela gestão tucana.

A ex-prefeita de São Paulo e candidata a vice de Boulos, Luiza Erundina (PSOL), ameaçou atacar Russomanno, quando questionada sobre o que pensa a respeito de o adversário ser chamado de “defensor do povo”. “Defensor… eu não vou falar palavrão porque fica feio”, disse, em tom de deboche.

Covas, por sua vez, contou que até 2016 não fazia exercícios e que passou a se exercitar, perdendo peso. Usou seu exemplo como gancho para dizer que a Prefeitura proporcionará tratamento para obesidade, inclusive cirurgias bariátricas para casos de obesidade mórbida.

Dobrar o Orçamento da Cultura foi a proposta repetida pelo candidato Márcio França (PSB), que agora aparece ao lado de artistas da periferia.

O programa da candidata do PSL, Joice Hasselmann, repetiu as propostas de colocar um médico em cada escola municipal, reduzir a fila de cirurgias e realizar concorrência internacional para concessão do transporte municipal.

Relacionados

STJ: Período de recolhimento em casa com tornozeleira pode ser descontado da pena

Em votação unânime, a Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o período de recolhimento domiciliar com tornozeleira [...]

Estadão - 22/04/2021

Maioria do STF vota para enviar ações de Lula para a Justiça Federal do DF

A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta quinta-feira, 22, a favor de enviar à Justiça Federal do Distrito Federal [...]

Estadão - 22/04/2021

Movimento Vem Pra Rua lamenta postura do STF sobre investigações da Lava Jato

O Movimento Vem Pra Rua emitiu uma nota lamentando a postura do Supremo Tribunal Federal (STF) em "colocar em risco tudo [...]

Estadão - 22/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções