BNDES aprova empréstimo de R$ 120,7 milhões para Triunfo Logística

Tempo de leitura: 1 minuto

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou empréstimo de R$ 120,7 milhões para a Triunfo Logística investir na modernização das instalações portuárias da empresa no Porto do Rio. Os investimentos ocorrerão até 2026 e são uma contrapartida à renovação do contrato de arrendamento antecipado da empresa com a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), cuja vigência agora vai até 2037, informou o BNDES.

Segundo o banco de fomento, o projeto de modernização prevê a “recuperação de área subterrânea ao píer no antigo Armazém 30 do cais do porto, obras de remediação ambiental para reparar o desgaste natural em três galerias pluviais, construção de quatro estruturas (chamadas de dolfins) para receber embarcações no terminal siderúrgico do porto, aquisição de guindastes para carga e descarga rápidas, além da modernização da infraestrutura do terminal e reforma de equipamentos”.

Ainda conforme nota divulgada pelo BNDES, o Porto do Rio movimentou 7,42 milhões de toneladas na área pública em 2019, o que corresponde a um crescimento de 19% em relação a 2018. A Triunfo Logística movimentou 2,4 milhões de toneladas no período, 32% do total registrado no porto. Segundo o BNDES, as principais cargas movimentadas pela empresa são siderúrgicas, “dentre as quais se destacam o ferro gusa – com 1,4 milhão de toneladas no ano passado – e mercadorias como tubos, bobinas de aço e chapas”.

A Triunfo controla uma área concessionada e alfandegada de aproximadamente 50 mil metros quadrados no Porto do Rio, onde opera cerca de 2,5 mil metros de cais, informou o BNDES. “Além do de estocagem, manuseio, embarque e desembarque de cargas, a empresa fornece soluções de engenharia e logística para o segmento de óleo e gás, prestando serviço às atividades offshore de exploração e produção de petróleo, por meio de uma das maiores bases do tipo no País”, diz a nota do banco de fomento.

De acordo com o BNDES, o Porto do Rio é o 10º maior do País, respondendo por 4% da carga movimentada no Brasil. Administrado pela CDRJ, o porto tem dez terminais e área operacional de 1 milhão de metros quadrados.

Contato: [email protected]

Relacionados

Bolsonaro cita 'toque de recolher' na Argentina e Fernández desmente brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, pelo Twitter, que a Argentina vive um "toque de recolher" entre "20h [...]

Estadão - 15/04/2021

Promar pode atrair US$ 15 bi e novos agentes em 5 anos com novo marco regulatório

A revitalização de campos maduros no Brasil pode atrair investimentos de até US$ 15 bilhões de dólares nos próximos cinco anos [...]

Estadão - 15/04/2021

Pandemia provocou ruptura estrutural do modelo de ajuste sazonal, diz IBGE

A melhora de 3,7% no volume de serviços prestados no País em fevereiro ante janeiro deve ser olhada com cautela, porque [...]

Estadão - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções