BoE volta a dizer que Reino Unido deve estar preparado para um Brexit sem acordo

Tempo de leitura: 1 minuto

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) enviou comunicado à imprensa na manhã desta quarta-feira, 3, reforçando que o sistema financeiro do Reino Unido deve estar preparado para todos os cenários, incluindo o que ficou conhecido como “Brexit sem acordo”.

Ainda que os britânicos tenham deixado formalmente a União Europeia (UE) em janeiro deste ano, está em vigor, até o fim de 2020, um período de transição para que as duas partes possam formalizar uma nova relação comercial. Como a negociação caminha a passos lentos, existe no mercado o temor de que não haja um consenso sobre o tema até o fim do prazo. Tal hipótese levaria ao “Brexit sem acordo”, na medida em que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, resiste a estender o período de transição.

“É fundamental que o Banco da Inglaterra prepare o sistema financeiro do Reino Unido para todos os riscos que ele possa enfrentar. Ao desempenhar esse papel, o governador Andrew Bailey, presidente do BoE encontra a liderança dos bancos do Reino Unido regularmente”, diz o comunicado desta terça-feira. “Como dissemos anteriormente, a possibilidade de que as negociações entre o Reino Unido e a UE sobre um futuro relacionamento comercial possam não resultar em um acordo é um dos vários resultados que os bancos britânicos precisam se preparar para os próximos meses”, completa a nota.

O comunicado do BC inglês vem poucas horas depois de o jornal Sky News informar, citando fontes, que Bailey se encontrou com líderes do setor financeiro para planejar uma saída definitiva do Reino Unido da UE sem um acordo comercial.

Relacionados

Clima: Brasil avançou na pauta, mas credibilidade é problema, diz consultor

Houve progressos na pauta ambiental apresentada nesta quinta-feira (22) pelo presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima, avaliou o produtor rural [...]

Estadão - 23/04/2021

Rússia: BC eleva juro básico a 5% e diz que avaliará necessidade de novo aumento

O Banco Central da Rússia decidiu elevar sua taxa básica de juros em 50 pontos-base, a 5%, após concluir reunião de [...]

Estadão - 23/04/2021

Startup loft fecha o maior aporte do Brasil

Após receber um aporte de US$ 425 milhões em março, a startup de compra, reforma e venda de imóveis Loft está [...]

Estadão - 23/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções