BC da Rússia reduz juro principal a 5,50% e sinaliza novos cortes

Tempo de leitura: 1 minuto

O Banco Central da Rússia decidiu nesta sexta-feira cortar sua principal taxa de juros em 0,50 ponto porcentual, a 5,50%, em meio aos efeitos negativos da pandemia de coronavírus, e sinalizou que poderá reduzi-la ainda mais nos próximos meses.

Em comunicado, o BC russo avalia que a situação mudou “de forma dramática” desde sua reunião de março, com a Rússia e países do mundo inteiro adotando medidas de restrição numa tentativa de conter a disseminação da covid-19, o que prejudicou a atividade econômica.

Com base nisso, a instituição vai manter uma política monetária acomodatícia. A previsão do BC russo é que a inflação do país alcançará entre 3,8% e 4,8% em 2020, antes de se estabilizar para uma taxa em torno de 4%.

Se o cenário básico se cumprir, o BC russo diz que manterá “aberta a possibilidade de mais reduções da taxa básica nas próximas reuniões”.

Relacionados

Franco França liga para colega argentino e fala em aprofundar relações bilaterais

O novo chanceler brasileiro, o embaixador Carlos Alberto Franco França, ligou neste sábado, 10, para seu homólogo argentino, Felipe Solá, e [...]

Estadão - 10/04/2021

Comitê interno da Petrobras desaprova dois nomes indicados ao Conselho da empresa

Dois dos 11 nomes indicados para compor o Conselho de Administração da Petrobras foram considerados inaptos a assumir o cargo por [...]

Estadão - 10/04/2021

Irã inicia lockdown de dez dias; Venezuela anuncia adesão à Covax

O Irã iniciou neste sábado, 10, um lockdown de dez dias para conter a quarta onda de infecções por coronavírus no [...]

Estadão - 10/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções