BC da Colômbia decide manter juros em 1,75% e alerta para questão fiscal

Tempo de leitura: 1 minuto

O Banco Central da Colômbia decidiu nesta sexta-feira manter a taxa básica de juros em 1,75%. Em comunicado, a instituição informa que a decisão foi adotada por seis votos a um.

O BC colombiano diz que sua equipe técnica revisou a expectativa para crescimento da Colômbia em 2021, de 5,2% a 6%, diante do desempenho melhor do que o esperado no primeiro trimestre.

Por outro lado, novos surtos da pandemia da covid-19, com intensidade e duração incertas, “bem como a incerteza na frente fiscal, poderiam alterar esta projeção”, nota.

Para o BC, caso não se consiga um ajuste fiscal necessário, isso pode aumentar o custo do financiamento público, o que limitaria o espaço da política monetária para continuar a apoiar a recuperação da economia e do emprego.

O voto dissidente entre os dirigentes foi por um corte de 25 pontos-base na taxa de juros, diz o comunicado.

Relacionados

AGU recorre de decisão que mandou governo realizar Censo 2021

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu nesta quinta-feira, 6, da liminar (decisão provisória) do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal [...]

Estadão - 06/05/2021

Lojas Americanas mais do que triplica prejuízo no 1º trimestre

A Lojas Americanas registrou no primeiro trimestre de 2021 prejuízo líquido consolidado de R$ 163 milhões uma alta de 231% em [...]

Estadão - 06/05/2021

Bolsonaro: Desemprego no Brasil é questão de metodologia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar nesta quinta-feira, 6, a metodologia do Instituto Brasileiro de Geografia e [...]

Estadão - 06/05/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções