Autor de vídeo com fake news diz que agiu sozinho

Tempo de leitura: 1 minuto

O autor do vídeo sobre suposto desabastecimento na Ceasa em Contagem, Minas Gerais, prestou depoimento à Polícia Civil ontem e afirmou não ter ligações com partidos políticos. Ele disse que agiu sozinho na produção e divulgação das imagens.

A gravação em que ele diz que há desabastecimento por causa do isolamento social foi divulgada pelo autor no Facebook no dia 31 de março e republicado no Twitter do dia 1 de abril pelo presidente Jair Bolsonaro – que apagou a publicação e pediu desculpas após a administração da Ceasa negar desabastecimento.

O inquérito deverá ser encerrado até a próxima sexta-feira e o autor, que teve nome preservado, pode ser enquadrado por alarme falso, contravenção com pena prevista de quinze dias a seis meses de prisão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Relacionados

Presidenciáveis se unem em ataques a Bolsonaro e falam em 'convergência'

Reunidos virtualmente pela primeira vez para debater os desafios do Brasil, potenciais candidatos ao Palácio do Planalto fizeram no sábado, 17, [...]

Estadão - 18/04/2021

Debate sobre política agrária trava reforma

Vinte e cinco anos depois do Massacre de Eldorado dos Carajás, a reforma agrária no Brasil vive um impasse: além de [...]

Estadão - 18/04/2021

'Não foi uma absolvição', diz Gilmar sobre caso de Lula

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, avalia que a Operação Lava Jato provocou um "colapso" no Judiciário que atingiu [...]

Estadão - 18/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções