Cotações por TradingView

7 Mulheres investidoras que podem inspirar você!

Tempo de leitura: 10 minutos

Apesar de o mercado financeiro ser historicamente um ambiente masculino, com expoentes de estratégias bem-sucedidas, também existem grandes mulheres investidoras. Ao longo dos séculos, diversas mulheres assumiram protagonismo no ambiente e se tornaram inspiração para outras pessoas.

Assim, além de conhecer os nomes que chamam a atenção, vale a pena saber em qual contexto elas investem e quais são as perspectivas para o futuro. Dessa maneira, você entenderá melhor os desafios e as oportunidades para mulheres no mercado financeiro.

Neste artigo, você conhecerá 7 mulheres inspiradoras e suas históricas no mercado de investimentos. Confira!

Panorama sobre mulheres investidoras

A importância de buscar exemplos inspiradores de mulheres no mercado financeiro se justifica, em partes, pelo fato de elas ainda serem a minoria. Segundo dados de agosto de 2021, divulgados pela B3 — a bolsa de valores brasileira —, as mulheres correspondiam a 27,94% dos investidores.

Ao total, os CPFs femininos cadastrados somam pouco mais de 1 milhão. É possível perceber um avanço em relação a 2020, que terminou com 847 mil CPFs. No entanto, ainda é bem menor que os 2,8 milhões de homens investidores no mercado.

Em relação ao primeiro semestre de 2021, a B3 também divulgou dados quanto ao comportamento de investimentos. Sobre os tipos de investimento, a participação feminina no segundo trimestre de 2021, foram identificados os seguintes percentuais:

  • ações à vista: 28%;
  • fundos de investimento imobiliário (FII): 29%;
  • fundos de índice (ETFs): 26%;
  • certificado de depósito de valores mobiliários (BDR) não patrocinado: 25%.

Outro dado relevante do relatório aponta que mulheres fazem aportes iniciais maiores que homens. No entanto, a maior parte — de homens e mulheres — ainda investe até R$ 200 no início da sua jornada na bolsa.

Desafios e entraves para o investimento feminino

Além de entender o panorama, é importante considerar os possíveis desafios e obstáculos para o investimento feminino. Um dos pontos mais importantes é a desigualdade salarial que ocorre de forma generalizada em diversas partes do mundo — o chamado payment gap.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres receberam 77,7% do salário dos homens em 2019. Diante da pandemia de covid-19, em 2020, esses percentuais podem se aprofundar.

Na prática, significa que as mulheres têm, teoricamente, apenas 77% da capacidade de investimento dos homens. Como consequência, pode ser mais difícil acumular o mesmo nível de patrimônio.

Além disso, pesa o fato de que muitas mulheres são chefes de família — ou seja, são as principais ou únicas responsáveis pelo sustento da família. Em cerca de 43% das residências brasileiras, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), elas são as responsáveis pela renda.

O Ipea também demonstra que elas estudam mais e trabalham mais (em casa e na rua). Mas, ainda assim, ganham menos.

Oportunidades de investimento para mulheres

Apesar dos obstáculos observados para o investimento feminino, os dados demonstram o aumento do interesse das mulheres. Na prática, a realização de investimentos pode auxiliar na conquista de diversos objetivos.

Descubra como os investimentos podem ser úteis às mulheres!

Montar reserva de emergência

A primeira possibilidade envolve a composição de uma reserva de emergência. O montante deve corresponder a 6 meses das despesas, garantindo o sustento mesmo na falta de renda.

A composição de reserva de emergência é especialmente importante para mulheres que são chefes de família. Afinal, sendo as principais responsáveis pela renda, são elas que mantêm a casa e os filhos.

Por suas características, a reserva de emergência também pode ajudar mulheres que desejam fazer a transição de carreira ou perderam o emprego. Após 24 meses do retorno da licença-maternidade, quase metade das mulheres são demitidas, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Aumentar a tranquilidade financeira

O investimento feminino pode ser uma forma de obter mais previsibilidade, segurança e proteção financeira. A composição de um patrimônio líquido maior pode ajudar a manter o padrão de vida na aposentadoria, por exemplo.

Ademais, a construção de patrimônio pode ter diferentes objetivos, como focar na educação dos filhos ou mesmo na sucessão. Desse modo, as perspectivas para a família tendem a ser mais positivas.

Realizar sonhos

Mulheres investidoras também podem buscar a realização de sonhos por meio do investimento financeiro. A ideia é que, pela composição de patrimônio, existe a chance de comprar um imóvel, um veículo ou abrir um negócio, permitindo descobrir como ser uma empresária de sucesso.

Ademais, pode haver foco na obtenção de renda passiva e na conquista de liberdade ou independência financeira.

7 Mulheres investidoras para se inspirar

Para dar os primeiros passos no mercado financeiro, as mulheres podem se inspirar em exemplos de quem já alcançou bons resultados ao longo do tempo. Por isso, vale a pena conhecer investidoras de sucesso.

A seguir, você poderá conferir 7 nomes que merecem sua atenção. Veja!

1. Muriel Siebert

Mauriel Siebert em sua mesa de trabalho nos anos 1960
Mauriel Siebert

Nascida em New York, em 1928, Muriel Siebert é um dos ícones do investimento feminino. Em 1969, fundou a Muriel Siebert & Company, tendo sido a primeira mulher a criar uma firma associada à bolsa de valores nova-iorquina. Por isso, é considerada a primeira mulher do mercado financeiro norte-americano.

Muriel também foi pioneira ao ser nomeada como superintendente bancária do estado de New York, em 1977. Ao longo de sua carreira, criou a holding Siebert Financial Corp e desenvolveu projetos de filantropia, incluindo alternativas que incentivaram a alfabetização de mulheres pelo país.

2. Geraldine Weiss

Geraldine Weiss de óculos e lendo um jornal em sua mesa de trabalho
Geraldine Weiss

Outra mulher que se destacou no mercado norte-americano é Geraldine Weiss, que nasceu em 1926. Desde nova, ela demonstrou interesse por investimentos e começou a estudar sobre o tema, lendo livros e aprendendo sobre estratégias ao conversar com investidores.

No entanto, ela nunca conseguiu uma posição relevante em uma firma de investimentos. Em 1966, aos 40 anos, começou a publicar uma espécie de carteira recomendada, embora assinasse apenas como G. Weiss.

Pouco mais de 10 anos depois, Geraldine revelou sua identidade e se consolidou como uma das principais mulheres investidoras. Por ter uma estratégia orientada por valor e pelo pagamento de dividendos, ficou conhecida como a Grande Dama dos Dividendos.

Suas indicações de investimento também se destacavam pelo retorno acima da média, o que a ajudou a ampliar o seu próprio patrimônio.

3. Sallie Krawcheck

Sallie Krawcheck sentada com a mão apoiada no rosto
Sallie Krawcheck

Na história recente, Sallie Krawcheck se destaca no mercado de investimentos e possui uma carreira consolidada em Wall Street. Com mestrado em administração de negócios, Sallie já foi presidente de Smith Barney, Merrill Lynch and Sanford C. Bernstein e a diretora financeira do banco Citi, por exemplo.

Em 2014, ela fundou a Ellevest, uma plataforma de investimentos lançada em 2016 focada em mulheres. Em 2021, a companhia alcançou a marca de mais de US$ 1 bilhão sob gestão.

Além disso, Sallie focou na mudança de paradigmas quanto às finanças femininas, buscando desenvolver novas formas de assessoria e gestão para mulheres.

4. Oprah Winfrey

Oprah Winfrey com a mão no rosto
Oprah Winfrey

Nem todas as mulheres que detêm grandes fortunas no mundo de investimentos começaram pela alocação de recursos — e um exemplo é Oprah Winfrey. A apresentadora ficou à frente do talk show de maior sucesso da TV americana por mais de 25 anos.

Ainda na área de entretenimento, Oprah participou de filmes, criou a própria revista e focou em projetos distintos. Porém, também se tornou uma investidora ao longo dos anos.

Além de adquirir ações de empresas negociadas na bolsa americana, ela criou o próprio negócio voltado para investimentos. Usando seu patrimônio e sua influência, passou a investir e apoiar iniciativas em diversos segmentos da economia.

5. Lubna Olayan

Lubna Olayan de social numa biblioteca
Lubna Olayan

Fora do mercado norte-americano, Lubna Olayan, da Arábia Saudita, é um dos grandes destaques entre as mulheres investidoras. Sua família iniciou no mundo dos negócios em 1947 e, na década de 1980, Lubna passou a fazer parte do empreendimento familiar.

É considerada uma pioneira porque, especialmente na época, não era considerado aceitável socialmente que mulheres sauditas trabalhassem ou se envolvessem com negócios.

Em 2004, tornou-se a primeira mulher do país a fazer parte do conselho administrativo de uma companhia pública — o Saudi Hollandi Bank.

Assim, Lubna empregou centenas de mulheres ao longo dos anos e se consolidou como uma das principais investidoras privadas do Oriente Médio. Seu foco esteve em public e private equity e no mercado imobiliário.

6. Eufrásia Teixeira Leite

Pintura no quadro de Eufrásia Teixeira Leite
Eufrásia Teixeira Leite

As histórias de mulheres investidoras não se limitam à modernidade. No século XIX, a história de Eufrásia Teixeira Leite se destaca. Nascida no interior do Rio de Janeiro, em 1850, tornou-se herdeira da fortuna dos pais quando tinha apenas 22 anos.

Eufrásia decidiu, então, investir o patrimônio na incipiente bolsa de valores — e isso a tornou a primeira investidora da bolsa brasileira.

Contando com a ajuda da irmã e com o próprio talento para os negócios, a investidora conseguiu multiplicar o patrimônio. Assim, se consolidou como uma das mulheres mais ricas da Região Sul Fluminense para a época.

Em sua trajetória, Eufrásia Teixeira Leite conquistou uma fortuna considerável e também garantiu a própria independência. Isso em um cenário em que mulheres tinham pouca voz ativa na sociedade.

7. Camila Farani

camila farani sentada nua poltrona
Camila Farani

Outra grande investidora brasileira é Camila Farani. Ela ficou nacionalmente conhecida por ser uma das investidoras do programa Shark Tank Brasil, que seleciona oportunidades de negócio e realiza aportes naquelas que avalia serem mais promissoras.

Porém, a atuação de Camila é mais ampla que a participação no programa de TV. Ela faz parte do empreendedorismo feminino desde 2001 e já foi considerada a maior investidora-anjo do Brasil.

Além de ter sido presidente de uma entidade de investidores-anjos, fundou um empreendimento de capital com foco em startups e no incentivo de mulheres empreendedoras.

Camila Farani é sócia de outras empresas, com foco na diversificação de alocação de capital. Esse fator a tornou uma empresária de sucesso e ajudou na composição de sua fortuna.

O caminho para ser uma investidora de sucesso

Para quem deseja traçar um caminho que seja semelhante ao das mulheres investidoras, é preciso focar em planejamento e estratégia. Por isso, veja quais são as principais orientações para dar os primeiros passos no mercado de investimentos!

Identificação do perfil de investidor

Antes de avaliar ou escolher qualquer opção de investimento, deve-se saber qual é o nível de risco que ela oferece. Para que esteja alinhada às suas próprias características, o ideal é identificar seu perfil de investidor.

Entre conservador, moderado ou arrojado, existem diferentes graus de tolerância ao risco. Com base nessa identificação, é possível definir como a carteira deve se caracterizar.

Definição dos objetivos financeiros

Após identificar seu perfil de investidor, deve-se reconhecer os principais objetivos financeiros. A intenção é saber quais são as expectativas em relação aos investimentos, de acordo com as possibilidades do planejamento financeiro e com a tolerância ao risco.

É possível definir objetivos de curto, médio e longo prazo, o que permite estabelecer uma estratégia alinhada para cada situação.

Abertura de conta em uma corretora de valores

Parte do sucesso sobre os investimentos depende da instituição financeira escolhida. Afinal, ao selecionar uma boa corretora de valores, é possível ter acesso a um portfólio robusto, aproveitar a estrutura e fazer investimentos conforme as suas necessidades.

Portanto, o próximo passo é abrir uma conta em uma corretora de valores para acessar as oportunidades do mercado.

Aqui na Guide Investimentos, investidores e investidoras aproveitam o home broker que viabiliza o acesso à bolsa de valores e usufruem de uma plataforma de investimentos com produtos diversificados e um atendimento de alta qualidade. Logo, é possível compor uma carteira alinhada com as suas características.

Diversificação e rebalanceamento da carteira

Outro ponto essencial para o sucesso em relação aos investimentos envolve a diversificação. Essa é uma estratégia que foca na diluição de riscos, por meio da seleção de investimentos que não estejam correlacionados.

Além de a escolha ser baseada nessa abordagem, é preciso focar no rebalanceamento. Ele consiste em realizar, periodicamente, uma avaliação do risco da carteira, que pode mudar com o desempenho dos investimentos. Desse modo, com a compra ou a venda de ativos, há como rebalancear e alinhar novamente o risco do portfólio.

Agora que você conhece essas 7 mulheres inspiradoras, é possível entender parte dos desafios que elas encontraram e como superaram. Além de tomá-las como inspiração, vale a pena ter um bom plano de investimentos para aumentar as chances de sucesso!

Para colocar em prática a estratégia certa para você, abra sua conta na Guide Investimentos!

Relacionados

Existe ETF de bitcoins? Conheça fundos de índice para investir em criptomoedas!

As criptomoedas vêm se destacando no mercado financeiro, atraindo a atenção de diversos investidores. Como consequência, é comum que novas alternativas [...]

Guide Investimentos - 26/11/2021

O que é RDB? Aprenda a investir nesse título!

A renda fixa oferece investimentos com diferentes características. Há, por exemplo, os títulos públicos, as aplicações privadas e, ainda, as alternativas [...]

Guide Investimentos - 24/11/2021

O que é Tesouro SELIC?

O Tesouro Selic é considerado uma das aplicações financeiras da renda fixa mais seguras do Brasil. Ele é um dos títulos [...]

Syntax Finance - 24/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções