Bielo-Rússia volta a ter protestos e polícia dispara tiros de alerta

Tempo de leitura: 1 minuto

Milhares de manifestantes na Bielo-Rússia foram às ruas da capital, Minsk, para exigir a renúncia do presidente do país, Alexander Lukashenko, pelo 13º domingo consecutivo. A polícia disparou tiros de alerta para o ar e usou granadas de atordoamento para dispersar as multidões.

Cerca de 20 mil pessoas participaram da manifestação, estimou o centro de direitos humanos Viasna. Grandes multidões se reuniram na parte leste de Minsk e seguiram em direção a Kurapaty, área arborizada nos arredores da cidade onde 200 mil pessoas foram executadas pela polícia secreta soviética durante a era stalinista.

Manifestantes carregavam faixas com os dizeres: “A memória do povo (dura) mais tempo do que uma vida de ditadura” e “Pare de torturar seu povo!” A multidão dirigiu gritos de “Vá embora!” a Lukashenko, que conquistou seu sexto mandato em eleição em 9 de agosto. A vitória esmagadora de Lukashenko sobre a popular e inexperiente desafiante, Sviatlana Tsikhanouskaya, desencadeou a maior e mais sustentada onda de protestos em massa de seus 26 anos no poder.

O Ministério do Interior da Bielo-Rússia ameaçou usar armas de fogo contra o

frequentadores de manifestações “se necessário”. No domingo, a polícia reconheceu que policiais emitiram vários tiros de aviso para o ar durante a manifestação em Minsk “para evitar violações da lei”.

Veículos off-road blindados equipados com metralhadoras foram vistos em Minsk pela primeira vez em quase três meses de protestos, junto com veículos com canhões de água e outros equipamentos. Várias estações de metrô foram fechadas, e o serviço de internet móvel não funcionou. A polícia deteve mais de 200 pessoas em Minsk e outras cidades bielo-russas onde protestos foram realizados no domingo, de acordo com o centro Viasna.

Fonte: Associated Press.

Relacionados

Bolsonaro: economia formal se recupera enquanto informalidade está uma catástrofe

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira, 20, que a economia formal mostra sinais de recuperação enquanto a atividade [...]

Estadão - 20/04/2021

Foco da conversa é redução de desmatamento e não dinheiro, dizem EUA

O pedido de verba para financiar a proteção ambiental no Brasil tem sido colocado na mesa pelo governo Bolsonaro nas conversas [...]

Estadão - 20/04/2021

Biden diz que condenação de Chauvin pode ser passo para Justiça nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta terça-feira, 20, que a condenação do ex-policial Derek Chauvin pela morte de [...]

Estadão - 20/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções