Cotações por TradingView

Mercado financeiro no Brasil: como funciona?

Tempo de leitura: 3 minutos

Nos últimos tempos, tivemos um aumento histórico na quantidade de novos investidores na Bolsa de Valores, o que abriu a porta para muitos profissionais atuarem na curadoria dos melhores produtos de investimentos para essa nova leva de pessoas que entraram no mercado. 

Muito se fala em investir em ações para a aposentadoria, porém o mercado financeiro brasileiro abrange muitos outros produtos, não somente as ações. É sobre isso que gostaria de falar com você neste artigo!

O mercado financeiro no Brasil

Antes de falar sobre os participantes e os produtos desse mercado, é bom entendermos primeiro o que é de fato o mercado financeiro.

Ele nada mais é do que um ambiente em que pessoas (tanto físicas, quanto jurídicas) transacionam ativos financeiros entre si. Nele, podemos negociar ações de empresas que abriram seu capital para atrair novos investidores e, assim, captar recursos. Existem também diversas outras alternativas como títulos de renda fixa, derivativos, commodities, cotas de fundo de investimentos, moedas e vários outros produtos.

O mercado financeiro do Brasil é formado por uma série de instituições e autoridades governamentais. Estamos falando do Banco Central do Brasil (Bacen), da CVM, e da B3, que embora não seja uma entidade governamental e sim uma empresa privada, é através dela que conseguimos acessar o mercado de capitais, já que a B3 é a única Bolsa existente no país até o momento.

Papel dos órgãos de regulamentação do governo

A principal função do Bacen quanto da CVM, é regular e fiscalizar o mercado financeiro para garantir que todos os processos que ocorrem dentro do ambiente de Bolsa sejam eficientes e transparentes. Isso é primordial, pois um país que tem um mercado de capitais bem estruturado consegue atrair investidores tanto nacionais quanto estrangeiros.

Recapitulando, através do mercado financeiro é possível:

  1. Captar recursos financeiros;
  2. Transferir de forma transparente títulos e valores mobiliários; 
  3. Construir patrimônio, já que os investidores podem usar a Bolsa como mais uma fonte de acúmulo de capital.

Mercados que são possíveis de acessar por meio da B3

Mercado de Ações

Este é o mercado mais popular dentre todos, nós ouvimos falar dele todos os dias em jornais, revistas, sites, redes sociais etc.

De forma geral, o mercado de ações permite que investidores negociem partes das empresas que tem capital aberto, as chamadas empresas listadas na Bolsa. Ao comprar uma ação, você se torna sócio de uma empresa e pode comprar mais ações dessa empresa e vendê-la para outros investidores caso não queria mais possuir esses títulos.

Mercado de Renda Fixa

Nessa área, os investidores podem comprar títulos de dívida que foram emitidos por empresas e até mesmo pelo governo. Ao comprar um título de renda fixa você não se torna sócio da empresa, se torna um credor dela.

Mercado de Derivativos

Como o próprio nome diz, os derivativos são contratos que derivam de um ativo. É neste mercado que podemos negociar opções, contratos a termo, futuros e swap.

Mercado de Balcão

Temos ainda o mercado de balcão que tem uma dinâmica diferente da Bolsa.

O Mercado de Balcão é o ambiente de negociação e operações de ativos que não há o registro na Bolsa de Valores.

Hoje ele funciona on-line, não sendo mais necessário um espaço físico para que as negociações sejam feitas.

Por isso, todas as transações acontecem por telefone ou eletronicamente pelo sistema digital da B3. Tudo funciona por meio da autorregulação das corretoras e distribuidoras que ali atuam.

Em países como o Brasil, a Bolsa de Valores foca mais em grandes companhias, por conta disso, as empresas menores que desejam atrair investidores, encontram no Balcão um caminho alternativo.

Nesse ambiente, as negociações acontecem apenas entre duas partes, o que significa que o restante do mercado não tem acesso aos valores e termos da negociação como ocorre no ambiente de Bolsa.

Resumindo

O mercado financeiro no Brasil hoje é muito bem estruturado, e oferece a todos os investidores e empresas envolvidas uma série de oportunidades de negócio.

Existem alternativas para todos os perfis de investidores, você pode aplicar somente em renda fixa como também só em renda variável, fica a seu critério o que irá fazer mais sentido para os seus objetivos e planos. O melhor de tudo é que não é mais preciso nem sair de casa para fazer investimentos, utilizando apenas o seu celular você pode fazer suas operações e construir riqueza. Vou finalizando por aqui. Te espero em nosso próximo artigo, até mais!

Relacionados

Aluguel de ações: o que é e como funciona?

Você sabia que é possível ter uma boa rentabilidade quando se negocia ações em um mercado em queda? Para fazer isso, [...]

Syntax Finance - 05/01/2022

Como e por que utilizar gráficos comparativos ao investir na bolsa?

Investir na bolsa de valores é uma forma de buscar rendimentos a partir dos seus aportes. Porém, decidir qual é o [...]

Guide Investimentos - 28/12/2021

Quanto é preciso para começar a investir na bolsa?

Ao começar a investir e pesquisar as alternativas do mercado financeiro, é comum ter interesse na bolsa de valores. Ela é [...]

Guide Investimentos - 27/12/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções