Israel acusa Hezbollah de “atividade provocativa” perto de suas fronteiras

Tempo de leitura: 1 minuto

Israel acusou neste sábado o grupo militante libanês Hezbollah de manter atividade “provocativa” próximo à fronteira entre Israel e o Líbano. Os israelenses afirmam que farão uma queixa ao Conselho de Segurança das Organização das Nações Unidas (ONU).

Em pronunciamento, o ministro de Relações Exteriores israelense, Israel Katz, acusou o grupo de múltiplas tentativas de violar a fronteira na noite de sexta-feira (17). Ele disse que seu país “condena completamente” os incidentes, e que espera que o governo do Líbano aja para evitar tais ameaças.

Na noite de sexta, o exército de Israel lançou labaredas ao longo da fronteira após sinais de uma possível invasão. Posteriormente, o órgão afirmou ter encontrado danos em três locais da cerca que separa os dois países.

Israel e o Hezbollah protagonizaram uma guerra de um mês em 2006. Por meio de uma trégua ao conflito intermediada pela ONU, o Hezbollah é proibido de conduzir atividades militares junto à fronteira.

Relacionados

Bolsonaro cita 'toque de recolher' na Argentina e Fernández desmente brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, pelo Twitter, que a Argentina vive um "toque de recolher" entre "20h [...]

Estadão - 15/04/2021

Promar pode atrair US$ 15 bi e novos agentes em 5 anos com novo marco regulatório

A revitalização de campos maduros no Brasil pode atrair investimentos de até US$ 15 bilhões de dólares nos próximos cinco anos [...]

Estadão - 15/04/2021

Pandemia provocou ruptura estrutural do modelo de ajuste sazonal, diz IBGE

A melhora de 3,7% no volume de serviços prestados no País em fevereiro ante janeiro deve ser olhada com cautela, porque [...]

Estadão - 15/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções