Como declarar poupança no Imposto de Renda?

Tempo de leitura: 4 minutos

Engana-se quem pensa que a poupança não precisa ser declarada no imposto de renda. Ainda que seja um investimento isento de IR, as aplicações realizadas nela também precisam ser informadas à Receita Federal.

Isso acontece porque todos os bens e rendimentos recebidos ao longo do ano devem ser declarados, sejam eles tributados ou não. Trata-se de uma maneira do governo controlar se você está pagando seus tributos corretamente.

Portanto, se você quer evitar problemas com o leão, melhor ficar bem atento às regras. Continue a leitura desse guia financeiro e saiba tudo sobre como declarar a poupança no imposto de renda 2021.

O que veremos neste artigo?
Quem deve declarar poupança no Imposto de Renda?
Como obter o informe de rendimentos do banco?
Como declarar a poupança no imposto de renda?
Onde e como fazer a declaração de rendimentos da poupança?
Como funciona a declaração das contas correntes?
Conheça os investimentos melhores que a poupança
Conclusão

Quem deve declarar poupança no Imposto de Renda?

Segundo as regras divulgadas pela Receita Federal, a declaração segue obrigatória para todos os que tiveram rendimentos tributáveis iguais ou superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, assim como para aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Dito isso, qualquer contribuinte que encerrou 2020 com aplicações na poupança e/ou com saldo em conta corrente, deve declarar o valor total investido, bem como seus rendimentos. Estão livres deste compromisso apenas os que tiverem saldo inferior a R$140 reais. É importante ressaltar que a omissão deste tipo de informação é o principal motivo de muitos brasileiros terem sua declaração retida na famosa “malha fina”.

Como obter o informe de rendimentos do banco?

O informe de rendimentos é um dos principais documentos para preenchimento da declaração anual de Imposto de Renda (IR). Nele constam informações importantes, como por exemplo, quanto de imposto foi recolhido na fonte.

Este ano, os bancos, corretoras e demais instituições tiveram até o dia 26 de fevereiro para disponibilizá-lo aos seus clientes e funcionários, uma vez que o prazo de envio da declaração teve início em 01 de março.

Antes, o envio desse documento era, preponderantemente, por correio. Hoje, é muito comum a disponibilização por meios digitais, como e-mail e/ou aplicativo. Uma maneira prática, rápida e ecologicamente responsável.

Dito isso, para evitar problemas futuros, confira com antecedência se recebeu os informes de todas as instituições bancáriasem que possui conta, assim como verifique se as informações estão corretas.

Como declarar a poupança no imposto de renda?

Para declarar o valor investido na poupança em 2021 o primeiro passo a ser feito é preencher corretamente a ficha de “Bens e Direitos”, código 41. Com o auxílio do informe de rendimentos recebido, insira os dados de CNPJ do banco e informe o nome da instituição no campo “discriminação”. Por fim, informe o saldo da caderneta de poupança no último dia do ano.

Onde e como fazer a declaração de rendimentos da poupança?

Já para declarar os rendimentos obtidos no ano, também com o auxílio do informe de rendimento, preencha a ficha de “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, linha 12. Vale lembrar da necessidade de incluir os dados do titular e dos beneficiários, caso tenha, separadamente.  Finalize o preenchimento informando o campo “valor do rendimento” relativo ao período que você está declarando, no caso, 2020.

Como funciona a declaração das contas correntes?

Para as contas correntes, tenha em mãos o informe de rendimentos enviado pelo banco e preencha o nome e CNPJ da instituição, assim como os dados da conta. Na ficha de “Bens e Direitos”, insira o saldo em 31 de dezembro de 2020 no “Código 61” – Depósito bancário em conta corrente no País.

O mesmo deve ser feito em relação à conta corrente no exterior, mas dessa vez utilizando o “Código 62” – Depósito bancário em conta corrente no exterior também na ficha de “Bens e Direitos”. Neste caso, em “Situação em 31/12”, o contribuinte deve converter o saldo para reais, utilizando a cotação do real fixada pelo Banco Central do Brasil nesta data.

Conheça os investimentos melhores que a poupança

O mercado financeiro tem se mostrado cada vez mais acessível a todos os tipos de gostos e bolsos. A cada dia, a variedade de investimentos disponíveis, com níveis semelhantes de segurança, volatilidade, liquidez e taxas de retorno muito melhores que a poupança, tem chamado a atenção de muitos investidores.

Tesouro Direto, CDB, LCI, LCA, Letras de Câmbio, assim como vários tipos de fundos de investimentos são algumas das muitas opções que podemos encontrar. Neste caso, a melhor alternativa é buscar entender qual dessas modalidades de ativos pode contribuir ainda mais com o retorno de suas aplicações e, claro, seja compatível com seu perfil de risco.

Conclusão

A poupança ainda é o investimento mais utilizado pelos brasileiros, mesmo não sendo o que apresenta melhor rentabilidade. Em geral, isso acontece por ser considerada uma modalidade segura, além de terem seus rendimentos isentos de IR.

Contudo, contrário ao que muitos pensam, isso não isenta o investidor da obrigatoriedade de comunicar ao governo quanto possui aplicado na poupança e/ou conta corrente, bem como seus rendimentos. Isso porque a declaração anual de imposto de renda funciona como uma prestação de contas.

Portanto, não deixe para última hora e evite contratempos com a Receita Federal. Tenha em mãos o seu informe de rendimentos e siga as instruções aqui disponibilizadas.

Quer saber mais sobre imposto de renda? Então confira todas as informações neste guia completo da Guide Investimentos.

Relacionados

Simulador de investimentos em ações: aprenda a investir na bolsa com ele!

O começo de uma nova atividade costuma ser desafiador. E o desafio pode ser ainda maior quando ela envolve a possibilidade [...]

Guide Investimentos - 22/09/2021

O que é crédito privado, como investir e exemplos

Com o aumento da taxa básica de juros no Brasil, a renda fixa passou a ser mais atrativa aos brasileiros. O [...]

Syntax Finance - 21/09/2021

Investimento internacional: vale a pena fazer?

Para muitos investidores, fazer um investimento internacional pode fazer sentido. Afinal, ele permite ter exposição ao crescimento de outras economias e [...]

Guide Investimentos - 21/09/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções