EUA: Meadows e Kudlow defendem ajuda financeira adicional às empresas aéreas

Tempo de leitura: 1 minuto

Em linha com o que há semanas vem sendo defendido por diferentes figuras do primeiro escalão do governo dos Estados Unidos, o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, e o diretor do Conselho Econômico do Executivo americano, Larry Kudlow, defenderam nesta quarta-feira (7) ajuda financeira adicional às empresas aéreas do país, muito afetadas pela crise da covid-19.

“O presidente Donald Trump conversou hoje com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin sobre o tema”, revelou Meadows, durante entrevista à Fox News. “As aéreas, definitivamente, precisam de mais ajuda”, afirmou Kudlow, à CNBC.

As declarações vêm um dia depois de Trump anunciar a suspensão, até as eleições de novembro, das negociações com os democratas em torno de um novo pacote fiscal para o país, sem que um acordo tenha sido alcançado. “Não estou otimista quanto a um pacote fiscal amplo”, acrescentou Meadows, ao analisar o episódio.

Relacionados

Investidores cobram até R$ 60 bi da Petrobras em processos de arbitragem

A Petrobras está envolvida em cinco grandes processos de arbitragem - modalidade de resolução de conflitos sem a participação do Poder [...]

Estadão - 23/04/2021

Com anúncio mais ambicioso, EUA pautam a Cúpula do Clima

Sob o governo de Joe Biden, os EUA anunciaram uma nova e ambiciosa meta ambiental, que exigirá uma transformação na economia [...]

Estadão - 23/04/2021

Senado quer mais programas fora do teto e da meta fiscal

O Senado desencadeou um movimento para aumentar a quantidade de programas fora das duas principais regras fiscais brasileiras. O Ministério da [...]

Estadão - 23/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções