Câmara rejeita destaque do PSB e mantém congelamento de reajuste dos servidores

Tempo de leitura: 1 minuto

Deputados rejeitaram por 338 votos a 153 um destaque do PSB para liberar a concessão de aumento, reajuste ou adequação de remuneração dos servidores na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial. Assim, o texto do relator, Daniel Freitas (PSC-SC), foi mantido sem alterações.

O plenário analisa agora pedido do PDT para retirar a limitação de valor de R$ 44 bilhões para concessão do auxílio emergencial, além da autorização para que a despesa não seja considerada na meta de resultado primário e no teto de gastos.

Falta ainda a análise do último destaque, do PCdoB, também para retirar a limitação financeira para a concessão do auxílio emergencial. Só depois de encerrar essa fase os deputados podem votar a PEC em segundo turno.

Relacionados

Em discurso, Putin diz que qualquer nação que ameaçar a Rússia se arrependerá

Em seu tradicional discurso anual, nesta quarta-feira, 21, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez várias ameaças ao Ocidente, mas, apesar [...]

Estadão - 21/04/2021

Pregão volátil de mercados internacionais não afeta apetite por risco das bolsas

Os mercados internacionais tiveram um pregão volátil nesta quarta-feira, 21, feriado de Tiradentes no Brasil. Durante boa parte do dia, a [...]

Estadão - 21/04/2021

Oi quer incorporar Telemar e braço da BrT para continuar recuperação judicial

A Oi, atualmente em recuperação judicial, propôs aos acionistas duas reorganizações em sua estrutura societária necessárias para levar adiante o plano [...]

Estadão - 21/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções