Debêntures incentivadas: o que são e como investir?

O mercado financeiro apresenta possibilidades de investimento que se diferenciam muito umas das outras. Nesse sentido, saber o que são Debêntures incentivadas representa uma forma de diversificar sua carteira.

O que veremos neste artigo?
O que são Debêntures?
O que são Debêntures incentivadas?
Quais são as características das Debêntures?
Como funcionam as Debêntures incentivadas?
Quais são os tipos de Debêntures?
Há garantias nas Debêntures?
Vantagens de investir em Debêntures incentivadas
Riscos de investir em Debêntures
Como investir em Debêntures incentivadas?

Esse produto financeiro ainda desperta dúvida em muitas pessoas. No entanto, ele pode ser utilizado pelo investidor para compor a parcela carteira em renda fixa. E pode ser mais uma opção para quem busca por melhores rentabilidades fora da renda variável.

Neste artigo, você entenderá o que são e como investir em Debêntures incentivadas. Boa leitura!

O que são Debêntures?

Primeiro, é importante que você entenda o que são Debêntures de forma geral. Elas são aplicações de renda fixa emitidas por empresas (públicas ou privadas) como um título de dívida.

Para fazer essas emissões, é necessário que a companhia seja do tipo sociedade anônima e siga regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Na prática, quem investe em Debêntures empresta dinheiro para o fomento das empresas.

O dinheiro é devolvido acrescido dos juros previamente acordados no dia do vencimento do título.

O que são Debêntures incentivadas?

Quando os títulos emitidos pelas empresas contam com um incentivo do Governo, são chamados de Debêntures incentivadas. A principal diferença deles é a isenção do Imposto de Renda. Em geral, as companhias que recebem esse incentivo captam recursos para a área de infraestrutura.

Ou seja, ao contrário das Debêntures comuns, em que os rendimentos são taxados com o imposto regressivo, as incentivadas não têm a cobrança do IR.

Quais são as características das Debêntures?

Como as Debêntures são títulos de renda fixa, as regras relacionadas à remuneração e ao prazo de vencimento são conhecidas desde o momento da aplicação. O investimento pode render de acordo com uma taxa prefixada ou por um percentual de algum índice.

Também há Debêntures híbridas, que mesclam taxas prefixadas e pós-fixadas. Outra informação importante é que esses produtos não possuem proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Assim, os riscos podem ser maiores do que outros títulos de renda fixa.

Além disso, é preciso ficar atento à liquidez. Algumas Debêntures têm prazo de vencimento bastante longo. Então, se ocorrer de você precisar resgatar a aplicação antes da data acordada, talvez não seja possível fazer isso sem perdas.

Como funcionam as Debêntures incentivadas?

As Debêntures incentivadas funcionam como uma forma de ampliar as possibilidades de financiamento da economia e de incentivar projetos de infraestrutura. Elas estimulam os investidores a injetarem dinheiro na empresa em troca de uma remuneração no futuro.

Por contar com o benefício da isenção do Imposto de Renda sobre o rendimento, as Debêntures incentivadas costumam atrair mais investidores. O seu funcionamento, no entanto, é semelhante ao das Debêntures comuns, com a vantagem de poder apresentar rentabilidade líquida maior.

Quais são os tipos de Debêntures?

Conhecer os tipos de Debêntures disponíveis no mercado é importante para fazer a melhor escolha para a sua carteira.

Confira alguns deles a seguir:

Debêntures Nominativas e Escriturais

As Debêntures Nominativas são emitidas em nome do investidor e o registro e controle de transferência é feito em um livro de registro próprio.

A manutenção das Debêntures Nominativas Escriturais é feita em uma conta de custódia em instituição financeira autorizada pela CVM. Independentemente se elas são nominativas ou nominativas escriturais, é possível encontrar formatos diferentes no mercado:

Debêntures conversíveis

Podem ser convertidas em Ações da empresa emissora no vencimento do título ou em um prazo preestabelecido. Pode ser uma opção interessante para quem já investe em renda variável ou quer começar a investir.

Debêntures simples

Não podem ser convertidas em Ações no fim do prazo acordado. Nesse caso, o investidor recebe a remuneração com juros sobre o capital aplicado.

Debêntures permutáveis

Permitem que o investidor troque a Debênture por Ações de uma empresa diferente daquela que emitiu o título de dívida.

Há garantias nas Debêntures?

Apesar de não contarem com a proteção do FGC, algumas Debêntures possuem garantias oferecidas pelas próprias empresas. O objetivo é oferecer mais segurança para os investidores.

Os principais tipos são:

  • garantia real: feita por meio de bens da própria empresa;
  • garantia flutuante: garante prioridade no pagamento dos investidores em caso de quebra da companhia;
  • garantia subordinada: prioriza os investidores em relação aos acionistas em caso de falência;
  • garantia quirografária (ou sem preferência): não apresenta preferências.

Vantagens de investir em Debêntures incentivadas

Além da vantagem da isenção do IR, as Debêntures incentivadas contam com o benefício da melhor rentabilidade. Em geral, a remuneração desse tipo de título é mais atrativa na comparação com outras opções de renda fixa.

Assim, as Debêntures incentivadas podem servir como uma estratégia para diversificar a carteira. Além disso, elas podem ser uma alternativa interessante para quem investe com foco no médio e longo prazo, pois normalmente têm prazo de vencimento mais longo.

Riscos de investir em Debêntures

Também é importante analisar os riscos quando o assunto é investimento. Os principais riscos das Debêntures estão relacionados à liquidez e ao crédito. Como você sabe, o vencimento dos títulos costuma ter um prazo maior.

A liquidez também é mais baixa e você pode perder dinheiro se precisar fazer um resgate antecipado. Além disso, aplicações com prazos maiores devem considerar que o contexto da empresa emissora pode mudar ao longo do tempo.

Problemas que impactam a situação financeira da companhia, por exemplo, podem representar um risco de crédito maior para o investidor. Isso acontece porque a empresa pode não conseguir honrar o pagamento dos acordos.

Como investir em Debêntures incentivadas?

Você quer investir nesses títulos? É preciso utilizar a plataforma da corretora para fazer os investimentos em Debêntures incentivadas.

Isso pode ser feito de duas formas. A primeira é pelo mercado primário, quando a empresa emite os títulos e os disponibiliza para os investidores.

A outra opção é pelo mercado secundário, no qual você compra a Debênture diretamente de outros investidores. Todo o processo ocorre com mediação da corretora. Também é possível adquirir cotas de Fundos de Investimento que investem em Debêntures incentivadas.

Agora que você sabe o que são Debêntures incentivadas pode aproveitar a isenção fiscal e ponderar se esse tipo de investimento faz sentido para a sua carteira. Para isso, não deixe de analisar a solidez da empresa e verificar se o prazo do título está de acordo com os seus objetivos.

Quer encontrar as melhores Debêntures para investir? Abra a sua conta na Guide e conheça as alternativas de investimento disponíveis!

Relacionados

5 Investimentos de liquidez diária que você deve conhecer

Os investimentos com liquidez diária trazem vantagens interessantes para os investidores que precisam de dinheiro disponível a qualquer momento. Afinal, nem [...]

Guide Investimentos - 26/11/2020

Confira o que são os fundos de debêntures incentivadas e se ainda vale a pena investir

A renda fixa, mesmo tendo ativos considerados mais seguros, é possível que, em situações adversas de mercado, também passe por situações [...]

Syntax Finance - 26/11/2020

Onde investir com a Selic baixa? Veja aqui!

Fazer o seu dinheiro render e trabalhar para você depende de uma análise cuidadosa das condições do mercado e das alternativas [...]

Guide Investimentos - 25/11/2020

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções