Cotações por TradingView

Como ter uma renda extra? Conheça 6 soluções possíveis!

Tempo de leitura: 8 minutos

Uma pergunta bastante comum entre os brasileiros diz respeito a como ter uma renda extra. Afinal, muitas vezes é preciso potencializar os ganhos no final do mês para conseguir arcar com os custos cada vez mais elevados e poupar dinheiro.

Contudo, muitas pessoas não sabem como alcançar esse objetivo ou não acreditam que as alternativas de renda extra serão suficientes para ajudá-las a conquistar determinadas metas financeiras. Assim, vale a pena conhecer soluções diferenciadas e que podem, de fato, ser úteis para o seu dia a dia.

Continue a leitura para entender melhor o conceito de renda extra, descubra por que ele é importante e veja 6 soluções possíveis para ter mais dinheiro no final do mês. Confira!

O que significa ter renda extra?

Antes de conhecer 6 maneiras de conseguir uma renda extra, é preciso entender esse conceito e sua relevância. Nesse sentido, a renda extra não pode ser confundida com os frutos de sua atividade remunerada principal.

Uma renda extra é toda aquela remuneração que uma pessoa recebe, de forma regular ou não, e que não advém da sua principal fonte de renda. Assim, se você é empregado de uma empresa, por exemplo, a sua renda primária é o salário e as bonificações que advêm dela.

Qualquer ganho no mês que se refira a outras atividades pode ser considerado renda extra. Contudo, as horas extraordinárias, adicionais e décimo terceiro salário, por exemplo, não podem ser consideradas um ganho extra.

Afinal, apesar de essas situações trazerem um aumento pontual da remuneração, elas ainda são reflexos da sua renda principal. Portanto, só se considera renda extra o valor recebido fora do contexto desse emprego.

Por que a renda extra é importante?

A renda extra pode ser importante para diversas pessoas, principalmente aquelas que buscam sair das dívidas. Ficar devendo causa o acúmulo de pagamento de juros e multa, criando um efeito bola de neve que atrapalha a saúde financeira e impede a realização de objetivos.

Dessa maneira, complementar a renda principal com remunerações extras ajuda a ter mais dinheiro mensalmente para quitar dívidas. Além disso, esse valor adicional pode ser utilizado para diversas finalidades — principalmente para o acúmulo de patrimônio.

Com uma renda maior, você terá mais facilidade em utilizar o dinheiro para melhorar sua saúde financeira, por exemplo. É possível pagar as contas mensais e separar valores para poupar e investir, conquistando seus planos de curto, médio e longo prazo com mais facilidade.

Como ter uma renda extra? Veja 6 soluções possíveis!

Agora que você já sabe o que é renda extra e seu valor para uma vida financeira mais equilibrada, precisa conhecer 6 alternativas para consegui-la.

Vale ressaltar que você pode adotar aquelas mais alinhadas à sua realidade e, inclusive, inspirar-se para criar alternativas de acordo com sua situação pessoal.

Veja a seguir:

1. Venda seus itens não utilizados

A venda de itens pode ser uma boa maneira de conseguir uma renda extra. Você já percebeu que possui diversos objetos na sua casa que não são utilizados e que, na verdade, só estão ocupando espaço e trazendo gastos?

Que tal fazer uma lista desses produtos e verificar quais podem ser vendidos para outras pessoas interessadas? Com a utilização de redes sociais e sites especializados, é possível ter ganhos com pouco custo e otimização de tempo.

Assim, você pode conseguir uma boa remuneração no final do mês e ainda reduzir despesas com a guarda e manutenção desses itens. Aqui, existem diversos exemplos possíveis — como móveis, máquinas, aparelhos eletrodomésticos, objetos de decoração etc.

2. Ofereça serviços em horários vagos

Outra solução para quem deseja saber como ter uma renda extra tem relação com a prestação de serviços. Você tem alguma habilidade ou tem conhecimento em áreas que podem ser úteis para o dia a dia das pessoas?

Se sim, é possível pensar na prestação de serviços em horários vagos, como fins de semana e folgas, para turbinar sua renda no final do mês. Contudo, vale ter atenção: muitos serviços dependem de legislação e podem exigir especialização.

Logo, sempre avalie se você está agindo de forma legal e de acordo com todos os requisitos necessários. Feito isso, existem diversas oportunidades de prestação de serviços. Os mais comuns são a manutenção e conserto de eletrônicos, instalações na residência, transportes, aulas e consultorias.

3. Comercialize alimentos

Mais uma maneira para obter renda extra é comercializar alimentos. Se você é um bom cozinheiro e entende que consegue fazer alimentos para comercialização, a venda de doces ou salgados pode trazer uma renda interessante.

Existem muitas alternativas nesse sentido, como doces para festas ou pequenas sobremesas. Os salgados também podem gerar uma renda adicional, seja com produção para aniversários, refeições congeladas e outras.

A comercialização pode ser feita a partir de diversas estratégias. Uma delas é a venda de porta em porta. Ainda, é possível anunciar em aplicativos de entrega, como o iFood e o Delivery Much — os mais famosos no país.

Uma boa ideia é ter uma receita em mente e se especializar no serviço ou produto que você oferece. Assim é possível aproveitar um nicho e conseguir cada vez mais clientes — elevando a renda com a comercialização dos alimentos.

No entanto, da mesma maneira que os serviços, é preciso seguir todas as regras vigentes para evitar problemas. Então tenha atenção às normas sanitárias e de venda de alimentos — incluindo eventuais fiscalizações.

4. Monte uma loja online

Ter uma loja física pode trazer diversos custos e não ser acessível para muitas pessoas. Afinal, é preciso ter um bom ponto, um imóvel compatível para o local, funcionários e outras burocracias que dificultam a abertura do negócio.

Por outro lado, uma loja online pode facilitar esse procedimento e ser uma boa maneira de conseguir renda extra. Apesar de ainda ser necessário ter um Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), é possível se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI).

Isso reduz bastante a burocracia e os custos, tendo em vista que o procedimento é feito de forma online e o pagamento de impostos é reduzido. Assim você pode montar uma loja online e vender produtos aos consumidores para complementar sua renda.

Nesse caso, é válido ter um nicho de mercado e preços acessíveis para chamar a atenção do consumidor. Então avalie se você tem acesso a produtos mais baratos na sua região, se conhece fornecedores que podem valer a pena e defina estratégias para potencializar suas vendas.

5. Alugue o seu imóvel

Você tem um imóvel que fica parado durante algum tempo, ou mesmo um bem de família que não é utilizado constantemente? Vale a pena avaliar se é possível mantê-lo alugado ou proporcionar estadias remuneradas durante um período.

Atualmente, existem diversas plataformas que facilitam esse aluguel. Por exemplo, o Airbnb, que é bastante conhecido no Brasil. Logo, não é preciso anunciar com imobiliárias ou mesmo fazer propagandas por conta própria.

Com essa facilidade, você pode alugar o imóvel por tempos menores, sem necessidade de encarar burocracias, como contrato de aluguel, garantias, entre outras. Todo o procedimento é providenciado pelos aplicativos, que são especializados nessas negociações.

Nesse caso, os interessados podem encontrar o seu imóvel e alugar por um tempo — que pode ser de um fim de semana até semanas ou meses. Dessa forma, você utiliza o seu bem, tem uma renda extra e potencializa seus ganhos.

Mesmo quem tem apenas um imóvel pode realizar essa locação. Se você passar um tempo fora, por exemplo, pode disponibilizar a sua residência para outras pessoas por esse período. Além disso, há como alugar apenas um quarto enquanto está em casa.

6. Invista com foco em renda passiva

Outra solução ao pensar sobre como ter uma renda extra é investir em produtos e ativos mercado financeiro com foco na renda passiva. Trata-se de alternativas que podem ao investidor, periodicamente, uma remuneração.

Entre as possibilidades estão as ações boas pagadoras de dividendos. Também há os títulos de renda fixa com pagamento de cupons semestrais, fundos imobiliários (FIIs), entre outros. Para avaliar a alternativa que faz sentido para sua carteira, é preciso considerar seu perfil de investidor.

Esse perfil define como você lida com os riscos atrelados aos investimentos. Os investidores conservadores são aqueles com menos tolerância aos riscos. Desse modo, eles buscam alternativas mais seguras e previsíveis, como aquelas da renda fixa.

Já os investidores moderados também focam em segurança. No entanto, eles conseguem suportar mais riscos que os conservadores, principalmente em alternativas de longo prazo. Portanto, costumam compor a carteira de forma mais balanceada.

Por fim, os investidores arrojados são aqueles com alta tolerância ao risco. Dessa maneira, eles pretendem potencializar a relação risco-rentabilidade, buscando mais retorno dos investimentos — ainda que haja menos segurança.

Sabendo qual é o seu perfil de investidor, será mais fácil avaliar as alternativas que façam sentido para você. Investidores mais conservadores, por exemplo, podem não se sentir confortáveis com o investimento em ações, pois há mais oscilações e possibilidade de desvalorização.

Conclusão

Como você viu, há diversas alternativas que trazem renda passiva e que podem se adequar aos mais variados perfis. Além disso, com o foco no longo prazo, você pode conseguir uma rentabilidade que proporcione renda extra suficiente para o seu sustento no futuro.

Agora você já conhece 6 soluções que respondem à dúvida de como ter uma renda extra! Lembre-se de que os investimentos proporcionam uma renda passiva, então não é preciso ter um esforço de trabalho para isso. Assim, eles se tornam boas alternativas para quem deseja praticidade e segurança mais adiante!

Ficou interessado em investir com foco em renda passiva? Então abra sua conta na Guide Investimentos e conheça todas as alternativas que  mercado oferece!

Relacionados

5 conceitos importantes que todo investidor iniciante precisa entender

Os brasileiros estão começando a investir mais. Pesquisa recente divulgada pela B3 mostrou que a quantidade de investidores chegou a 4,3 [...]

B3 - A Bolsa do Brasil - 25/05/2022

Vale a pena comprar uma ação fracionada?

Quem deseja investir no mercado de ações precisa conhecer as diferentes alternativas disponíveis nesse ambiente de negociações. Nesse sentido, é fundamental [...]

Guide Investimentos - 23/05/2022

Dividendos x juros sobre capital próprio: o que são e como compor a carteira com eles?

A negociação de ações está entre as possibilidades de investimento para quem visa obter ganhos na bolsa de valores. No entanto, [...]

Guide Investimentos - 20/05/2022
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções