+0,00% R$0,00
+0,00% R$0,00
Carregando...

Como escolher um título do Tesouro?

Indicar Título do Tesouro Direto como uma boa opção de investimento é algo comum nos artigos e vídeos sobre finanças. Até aí tudo bem, afinal eles realmente podem ser uma opção segura e com bons rendimentos.

Mas muitos sentem falta da explicação sobre os 3 tipos de Títulos do Tesouro e que, se você não souber como e quando utilizá-los, pode ter prejuízo mesmo com eles sendo investimentos de renda fixa.

Ao entrar no site do Tesouro Direto você se deparará com muita informação, mas, se acessar a página de títulos, você encontrará informação de todos os tipos disponíveis.

Ainda assim falta uma explicação básica. Por isso, vamos simplificar ao máximo como você pode escolher a melhor opção para você.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é o título com menos risco dos 3 tipos, pois você pode resgatá-lo a qualquer momento sem ter deságio. Seu rendimento é pós-fixado e ficará sempre muito próximo à meta da Taxa Selic.

Hoje a meta da Taxa Selic é 4,5% a.a., ou seja, quem possui este título receberá aproximadamente este valor trazido à taxa diária como rendimento, se o governo aumentar ou baixar a meta, o título refletirá a alteração no dia seguinte até que o COPOM altere novamente ela.

Este é interessante para ser utilizado como reserva de emergência ou para quando você não sabe quando precisará resgatar o dinheiro investido.

Tesouro Prefixado

Este é um título prefixado, ou seja, nele você sabe exatamente qual será o seu rendimento se manter o investimento até o seu vencimento, conforme as informações dos títulos do Tesouro no site.

Quanto maior o período em que o título estará vigente, maior o rendimento prometido. Isto ocorre pois, quanto maior o tempo do investimento, maior o risco que você correrá com este investimento.

Os riscos são a quebra do Brasil, que é um risco considerado muito baixo. O aumento da inflação para patamares acima do rendimento que o título lhe pagará (deixando seu rendimento real negativo) e a possibilidade de deságio caso você venda o título antes do vencimento.

O Tesouro Prefixado é recomendado para quando você sabe exatamente quando precisará resgatar o dinheiro e esta data for próxima a data de vencimento do título. Também é importante que o valor do seu objetivo já seja definido. Se ele puder variar com a inflação, o título pode não render o necessário.

Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B) é interessante, pois possui uma variável prefixada e outra pós-fixada (IPCA). A variável pós-fixada é atrelada a Inflação, o que faz com que o rendimento do seu investimento seja sempre real, isto é, o valor prefixado que você receberá será sempre acima da inflação.

Mesmo que ocorra um desastre e o Brasil volte a ter um período de hiperinflação, você manterá seus ganhos.

Por ter uma variável prefixada, caso você precise resgatar este investimento antes do vencimento, você pode ter deságio, isto é, você pode resgatar um valor menor do que o investido. Por isso ele é indicado para quando o objetivo do seu investimento permite que você utilize o dinheiro apenas após o vencimento do título.

Para quem não pode resgatar o dinheiro, mas quer utilizar o rendimento para pagar o seu custo de vida, existe a possibilidade de comprar o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais, que pagará a variável fixa semestralmente.

Por esta razão, este é um investimento indicado para quem tem o objetivo de aposentadoria e independência financeira.

Quer a ajuda de um guia para escolher qual é o melhor Títulos do Tesouro para você?

Abra uma conta na Guide Investimentos e conte com a melhor assessoria.

Bitnami