No Chile, independentes lideram em eleição de Assembleia Constituinte

Tempo de leitura: 1 minuto

Com 84% dos votos apurados, os candidatos independentes superam os partidos tradicionais e lideram as eleições que vão definir os 155 assentos da Assembleia Constituinte do Chile. Os eleitos vão elaborar uma nova Constituição, para substituir a Carta que vigora desde a ditadura militar.

“Os cidadãos nos enviaram uma mensagem clara e forte ao governo e também a todas as forças políticas tradicionais: não estamos nos sintonizando adequadamente com as demandas e desejos de cidadania”, disse, em discurso ao país, o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

Atrás dos independentes, vêm candidatos de esquerda, seguidos por nomes da direita conservadora e por políticos da centro-esquerda. Fonte: Associated Press.

Relacionados

Langoni foi bom amigo que a pandemia me impediu de encontrar, lamenta Meirelles

O ex-ministro da Fazenda e atual secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, lamentou neste domingo, [...]

Estadão - 13/06/2021

G7 expressa preocupação sobre China e quer mais estudos sobre origem da covid-19

Em comunicado divulgado neste domingo, os líderes do G7 emitiram um apelo para um novo estudo sobre as origens da covid-19, [...]

Estadão - 13/06/2021

'Langoni foi um economista brilhante', diz Sachsida

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, usou as redes sociais para lamentar a morte do ex-presidente [...]

Estadão - 13/06/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções