CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Cotações por TradingView

Blog dos Guias: Uma história para traders iniciantes

1 de março de 2021
Tempo de leitura: 3 min
Compartilhar
Blog dos Guias: uma história para traders iniciantes - ilustração de uma sirene de alerta
Tempo de leitura: 3 min

Esses dias estava conversando com um amigo que virou trader. A conversa começou como todas as conversas começam hoje em dia… Alguma coisa entre “Puxa, e essa pandemia hein… que doidera isso” e “Cara, não aguento mais essa &*$$#”. Depois um pouco de choramingos, que está difícil, isolamento com bebê não é fácil, etc. Enfim, o tradicional começo de conversa pandêmica.

De qualquer jeito, depois de um smalltalk, o papo ficou bom. Ele virou trader e, como acontece com quase todos os novos traders, começou operando mini índice e mini dólar. E – a parte que interessa para essa história – disse que está estudando opções. Eu mesmo nunca fui trader, mas me lembrei que quase 20 anos atrás já fiz meus próprios “tradezinhos” com opção. Isso, claro, muito antes de existir mini índice e mini dólar. Fui procurar e, sem muitas dificuldades, voilà! Encontrei minhas operetas.

Primeira grande surpresa: só esse pouquinho?

Tabela de operações Rogerio

Esses foram os 3 primeiros negócios que fiz em bolsa de valores. Opções de Telemar – TNLP4. (Imagino que os leitores nem saibam o que é.) Comecei com R$ 88 reais. Então, lembrei do salário da época e percebi que não era tão pouquinho assim.

O segundo pensamento foi “Puxa, minhas primeiras operações na bolsa foram logo com opção.” Isso me fez pensar bastante. Acontece com quase todos os traders hoje em dia e aconteceu comigo em 2002: ao invés de começar comprando ações, começamos com derivativos e investimentos altamente especulativos. Fica o pensamento para reflexão.

Talvez aqui já tenha ficado claro uma coisa: minha carreira de trader não começou muito bem. O primeiro trade não foi nada mal: 18% de ganho. Mas e o segundo? Cadê a segunda venda? Não teve. Virou pó mesmo. Acho que meus 3 primeiros trades já mostram o que acontece com muita gente: quando ganhei foi pouco e quando perdi foi muito. 

Os próximos trades não foram muito melhores… Compra de PLIMD6 a R$ 0,07 e venda a R$ 0,01 e assim vai. (Outra das antigas: PLIM4)

Eu fiquei pensando sobre esses R$ 88 perdidos. Calculando a 100% CDI descobri que seriam hoje R$ 734,20! Essa é a primeira conclusão dessa história toda: não somos bons em assimilar juros compostos. Mesmo sabendo que faz tempo, duvido que alguém tenha visto esses R$ 88 e sentido como se fossem R$ 734 perdidos. O aprendizado é que o longo prazo um dia chega. Imagina quantos R$ 88 eu não desperdicei por aí…

Aí, pensei: “Tudo bem, mas era claramente um trade de risco! Está fazendo essa conta porque perdeu, mas se tivesse ganho seria outra história!” Mas, refletindo um pouco mais a fundo, veio a segunda conclusão: eu tinha zero chances de ganhar. Não eram poucas, eram zero. Se eu tivesse ganho algumas vezes teria operado um pouco mais e certamente perderia. De fato aconteceu: ganhei no primeiro trade e na segunda já virou pó. 

Seria a segunda lição, então, nunca operar instrumentos arriscados? Sem dúvida nenhuma não é isso. Mas, para operar instrumentos arriscados, tem que saber o que está fazendo. Tem que ter estratégia. Tem que estudar. Se quiser ganhar dinheiro com isso, faça direito! Eu pensava na época “ah, mas é pouquinho… vai que…” Se for investir em algo, faça direito! Se for pouco demais para valer a pena, nem faça…

No meu caso eu fiz mais alguns “tradezinhos” e rapidamente percebi que eu não sabia o que estava fazendo. Todos os traders iniciantes acham que quando ganham é por causa do seu talento e quando perdem é azar (mercado, ministro, pandemia, sistema, manipulação etc.). Acho que a melhor dica para traders iniciantes é: você realmente sabe o que está fazendo? 

Veja também