Bitcoins e as tendências de mercado

Há um ano atrás o assunto do momento eram os Bitcoins. A euforia dos entusiastas era tanta que contagiava até pessoas que nunca haviam investido em algo mais sofisticado do que a poupança. A valorização desta moeda eletrônica entre 02/01/2017 e 16/12/2017 foi de incríveis 1.800%!

A pergunta que mais respondi neste período foi: vale a pena investir em Bitcoin?

Por mais alta que seja a valorização, este movimento não é novidade no mercado. De tempos em tempos, surge um ativo financeiro com uma alta exagerada causada por uma euforia coletiva. O sonho de ficar rico do dia para a noite é atingido por alguns e as histórias de sucesso se multiplicam.

O movimento seguinte a euforia também é previsível. Em setembro do ano passado, publiquei o artigo “Bolhas financeiras pela história (seria o Bitcoin mais uma delas?)”, onde indiquei o livro “CRASH – Uma breve história da economia – Da Grécia Antiga ao século XXI”. O que podemos aprender com esse livro é que após uma euforia desta dimensão, é normal haver uma queda forte no preço do ativo.

Hoje, a moeda eletrônica está cotada a 69,48% abaixo de seu maior preço, isto é, quem comprou 1 Bitcoin em seu preço máximo (U$ 19.343,04), perdeu U$ 13.440,47.

O que podemos aprender com a queda do bitcoin

Uma lenda do mercado é a história de que Joseph Patrick Kennedy, pai do ex-presidente dos EUA John Kennedy, estava engraxando o sapato em 1929, quando o engraxate lhe perguntou como estava o mercado de ações, pois também estava investindo. Kennedy pensou “se pessoas mal instruídas estão começando a investir, é bom começar a vender os meus papéis, pois essas pessoas não sabem o que estão fazendo e vão acabar gerando um temendo estrago”.  E assim, ele saiu do mercado antes do famoso crash da bolsa de Nova Iorque.

Se você começa a receber dicas de investimentos com ganhos muito acima do mercado de quem não conhece investimentos, como aconteceu com o Bitcoin, fique de fora do investimento. O raciocínio deve ser que a alta já está no fim, e é mais provável que você pegue o movimento de queda e perca grande parte do seu investimento.

Podemos relembrar o conceito pregado por Warren Buffet, “compre na baixa e venda na alta”, ao comprar em um mercado que não para de subir, você estará fazendo exatamente o contrário.

É um bom momento para comprar bitcoin?

Não. O Bitcoin está em baixa, mas esta moeda ainda não está consolidada. A tecnologia que foi criada para ela existir realmente é impressionante e deve ser o futuro, mas não sabemos qual será a moeda eletrônica que prevalecerá.

No momento todas as moedas eletrônicas com mais representatividade estão em queda e o mais provável é que a maioria delas deixe de existir em pouco tempo. Acredito que somente devemos investir em moedas eletrônicas quando elas fizerem parte do nosso dia a dia.

O FOMO (Fear of missing out), expressão da moda que significa “medo de ficar de fora”, é um dos maiores riscos do mercado. Histórias de pessoas ricas com Bitcoin se multiplicaram a um ano atrás, mas hoje em dia não vemos as histórias tristes de quem aplicou todo o patrimônio na moeda eletrônica.

Quer a ajuda de um assessor para ficar protegido de bolhas financeiras? Abra sua conta na Guide Investimentos.

Relacionados

Vender reservas para reduzir a dívida: tem certeza disso?

Caso você, leitor, não acompanhe com frequência a coluna do Terraço Econômico aqui no Guia Financeiro, já começamos o artigo com [...]

Terraco Econômico - 23/11/2020

O que é o risco de liquidez e por que você precisa conhecê-lo?

Nenhum investimento é completamente seguro. Todos possuem algum nível de risco, seja de liquidez, mercado ou crédito. Assim, saber identificar qual [...]

Guide Investimentos - 23/11/2020

#QueroUmGuia – Tire suas dúvidas sobre investimentos

Confira a nossa agenda de lives e vídeos com nossos guias e convidados especiais do mercado e de outros segmentos para [...]

Guide Investimentos - 22/11/2020

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções