Bolsas da Ásia fecham mistas, após dados chineses e com aumento de casos de covid

Tempo de leitura: 1 minuto

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta segunda-feira, 17, depois de uma série de dados econômicos chineses e após um salto no número de casos de covid-19 na região levar Taiwan e Cingapura a endurecer restrições numa tentativa de conter a doença.

No mercado taiwanês, o Taiex sofreu um tombo de 2,99% hoje, a 15.353,89 pontos, após a administração local impor no fim de semana novas medidas de bloqueio em reação a um aumento nas infecções por coronavírus. O índice acumula perdas de quase 13% desde sua máxima mais recente, atingida no fim de abril.

Nos últimos dias, Cingapura também anunciou restrições a reuniões públicas e outras iniciativas, e a situação da covid-19 na Índia permanece alarmante, gerando temores de que a forte recuperação econômica da Ásia desacelere.

Também apresentaram desempenho negativo nesta segunda o japonês Nikkei, que caiu 0,92% em Tóquio, a 27.824,83 pontos, e o sul-coreano Kospi, que recuou 0,60% em Seul, a 3.134,52 pontos.

Por outro lado, as bolsas da China continental se valorizaram após novos indicadores mostrarem que a segunda maior economia do mundo segue se recuperando dos efeitos do coronavírus, ainda que em ritmo mais lento. O Xangai Composto subiu 0,78%, a 3.517,62 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,15%, a 2.320,33 pontos.

Em abril, a produção industrial chinesa teve acréscimo anual de 9,8%, menor do que o ganho de 14,1% de março, mas acima das expectativas de alta de 9,1%. Investimentos em ativos fixos também subiram mais do que se previa entre janeiro e abril, com aumento de 19,9%, mas as vendas no varejo ficaram aquém das expectativas no último mês, ainda que tenham saltado 17,7%.

O dia foi positivo também em Hong Kong, onde o Hang Seng avançou 0,59%, a 28.194,09 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul, mas distante das máximas do pregão. O S&P/ASX 200 avançou 0,13% em Sydney, a 7.023,60 pontos, após chegar a subir mais de 0,70% em seu melhor momento. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Relacionados

G7 expressa preocupação sobre China e quer mais estudos sobre origem da covid-19

Em comunicado divulgado neste domingo, os líderes do G7 emitiram um apelo para um novo estudo sobre as origens da covid-19, [...]

Estadão - 13/06/2021

'Langoni foi um economista brilhante', diz Sachsida

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, usou as redes sociais para lamentar a morte do ex-presidente [...]

Estadão - 13/06/2021

Votação neste domingo pode encerrar governo Netanyahu em Israel

O futuro político do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu será decidido neste domingo (13) quando legisladores votarão a respeito de um novo [...]

Estadão - 13/06/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções