Igah Ventures levanta fundo de US$ 130 mi

Tempo de leitura: 1 minuto

Apesar de um lançamento sem fanfarra, a firma de venture capital Igah Ventures teve uma marca importante no ano de estreia: a captação para o seu fundo de investimentos foi de US$ 130 milhões, superando a meta inicial de US$ 100 milhões.

Os nomes por trás da Igah acumulam bagagem – ela nasceu da junção de duas empresas com experiência: a e.bricks ventures (de Pedro Melzer, Eduardo Melzer e Márcio Trigueiro) e a Joá Investimentos (de Luis Felipe Magon, Gilberto Sayão, Rodrigo Xavier e o apresentador Luciano Huck).

Como conta Melzer ao Estadão, o objetivo da união era bem claro: mirar investimentos em startups com modelos de negócio que entregam eficiência, que podem crescer muito e com um planejamento econômico eficiente.

Durante o ano, a empresa aportou em seis startups (Acesso Digital, Avenue, Conexa, Dr jones, 1 2 3 Beauty e Bxblue) e deve anunciar mais dois cheques nas próximas semanas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Relacionados

Índia bate recorde de casos e enfrenta carência de vacinas contra covid-19

Maior produtor de vacinas do mundo, a Índia enfrenta problemas em sua produção de imunizantes contra a covid-19, com milhões de [...]

Estadão - 18/04/2021

Terremoto de magnitude 5,9 atinge sul do Irã, diz agência estatal

Um terremoto de magnitude 5,9 na escala Richter atingiu as províncias de Bushehr e Fars, no sul do Irã, neste domingo, [...]

Estadão - 18/04/2021

França quer diálogo mas apoia sanções à Rússia por 'comportamento inaceitável'

O presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu que outros países mantenham diálogo com a Rússia, mas também apoiou sanções contra o [...]

Estadão - 18/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções