Cotações por TradingView

Entenda como são divididas as ações por setor na B3

Tempo de leitura: 8 minutos

As classificações do mercado financeiro servem para dividir os ativos de acordo com as suas características. No mercado acionário isso se dá pela divisão de ações por setor na B3 — que é a bolsa de valores brasileira.

O mercado é separado em setores, que se dividem em outros para contemplar as atividades econômicas. Na prática, a B3 usa critérios próprios de classificação, considerando a atividade que é foco da empresa.

Quer entender como tudo funciona? Veja como são divididas as ações por setor na B3!

Quais são os setores da bolsa de valores brasileira?

Para garantir a adequada classificação das ações, a B3 contava com 11 classificações setoriais — com base na estrutura de setembro de 2021. Esses setores são classificados em subsetores, os quais são divididos em segmentos variados.

A seguir, você entenderá melhor quais são as classificações existentes e como elas funcionam!

Bens Industriais

Essa classificação foca em empresas que atuam, principalmente, com a fabricação e venda de bens industriais. Nela, existem os seguintes subsetores e seus segmentos:

  • Comércio: Material de Transporte;
  • Construção e Engenharia: Construção Pesada, Engenharia Consultiva, Produtos para Construção;
  • Máquinas e Equipamentos: Armas e Munições, Máquinas e Equipamentos Construção e Agrícolas, Máquinas e Equipamentos Industriais;
  • Material de Transporte: Material Aeronáutico e de Defesa, Material Rodoviário;
  • Serviços: Serviços Diversos;
  • Transporte: Exploração de Rodovias, Serviços de Apoio e Armazenagem, Transporte Aéreo, Transporte Ferroviário, Transporte Hidroviário, Transporte Rodoviário.

Entre as empresas que fazem parte dessa classificação, estão:

  • Embraer;
  • Portobello;
  • WEG;
  • Azul;
  • Trevisa, entre outras.

Comunicações

As ações desse setor são de empresas que focam no estabelecimento da comunicação entre pontos ou na difusão de informações. Por exemplo:

  • Telecomunicações: Telecomunicações;
  • Mídia: Produção e Difusão de Filmes e Programas, Publicidade e Propaganda.

Os seguintes negócios fazem parte da classificação:

  • Oi;
  • Telefônica Brasil (Vivo);
  • TIM;
  • Cinesystem;
  • Eletromidia, entre outros.

Consumo cíclico

Já o consumo cíclico é um setor composto pelas ações das empresas que tendem a ser afetadas pelos ciclos econômicos e seus impactos nos consumidores. Entre os subsetores estão:

  • Automóveis e Motocicletas: Automóveis e Motocicletas;
  • Comércio: Eletrodomésticos, Produtos Diversos, Tecidos, Vestuário e Calçados;
  • Construção Civil: Incorporações;
  • Diversos: Aluguel de carros, Programas de Fidelização, Serviços Educacionais;
  • Hotéis e Restaurantes: Hotelaria, Restaurante e Similares;
  • Utilidades Domésticas: Eletrodomésticos, Móveis, Utensílios Domésticos;
  • Viagens e Lazer: Atividades Esportivas, Bicicletas, Brinquedos e Jogos, Produção de Eventos e Shows, Viagens e Turismo.

Há diversas empresas que fazem parte do setor, entre as quais:

  • CVC Brasil;
  • SmartFit;
  • Localiza;
  • Magazine Luiza;
  • Petz e outras.

Consumo não cíclico

O consumo não cíclico é formado pelas empresas que não são intensamente afetadas pelos ciclos econômicos. Veja os subsetores:

  • Agropecuária: Agricultura;
  • Alimentos Processados: Açúcar e Álcool, Alimentos Diversos, Carnes e Derivados;
  • Bebidas: Cervejas e Refrigerantes;
  • Comércio e Distribuição: Alimentos;
  • Produtos de Uso Pessoal e de Limpeza: Produtos de Limpeza, Produtos de Uso Pessoal.

Conheça algumas empresas que fazem parte da classificação:

  • Raízen;
  • BRF;
  • JBS;
  • Ambev;
  • Grupo Natura etc.

Financeiro

As ações do setor financeiro estão entre as mais importantes do mercado brasileiro, devido ao impacto que o setor tem na economia e nos índices de mercado. Essas são as classificações:

  • Exploração de Imóveis: Exploração de Imóveis, Intermediação Imobiliária;
  • Holdings Diversificadas: Holdings Diversificadas;
  • Intermediários Financeiros: Bancos, Sociedade de Arrendamento Mercantil, Sociedade de Crédito e Financiamento;
  • Previdência e Seguros: Corretoras de Seguros e Resseguros, Resseguradoras, Seguradoras;
  • Securitizadoras de Recebíveis: Securitizadoras de Recebíveis;
  • Serviços Financeiros Diversos: Gestão de Recursos e Investimentos, Serviços Financeiros Diversos.

Veja exemplos de empresas nessa classificação:

  • Bradesco;
  • Itaú;
  • Banco Inter;
  • B3;
  • SulAmérica, entre outros.

Materiais básicos

No segmento de materiais básicos, estão incluídas as empresas focadas na extração e venda de matérias-primas. Logo, são companhias que viabilizam a produção de negócios de outros segmentos e que também podem ser afetadas pelo comportamento geral da economia e do consumo.

As classificações são as que seguem:

  • Embalagens: Embalagens;
  • Madeira e Papel: Madeira, Papel e Celulose;
  • Materiais Diversos: Materiais Diversos;
  • Mineração: Minerais Metálicos;
  • Químicos: Fertilizantes e Defensivos, Petroquímicos, Químicos Diversos;
  • Siderurgia e Metalurgia: Artefatos de Cobre, Artefatos de Ferro e Aço, Siderurgia.

Sobre as empresas que compõem essa classificação, alguns exemplos são:

  • Vale;
  • Usiminas;
  • Braskem;
  • Unipar;
  • Klabin, entre outras.

Petróleo, Gás e Biocombustíveis

A classificação do setor de petróleo, gás e biocombustíveis apresenta empresas focadas na produção ou na comercialização de produtos desse tipo. O subsetor é único, mas os segmentos variam. Veja:

  • Petróleo, Gás e Biocombustíveis: Equipamentos e Serviços, Exploração. Refino e Distribuição

Entre as companhias que fazem parte dele, estão:

  • Petrobras;
  • PetroRio;
  • Ultrapar;
  • Dommo, entre outras.

Saúde

Esse setor foca em empresas que prestam serviços ou comercializam produtos relacionados à saúde. Confira a estrutura de classificação:

  • Comércio e Distribuição: Medicamentos e Outros Produtos;
  • Equipamentos: Equipamentos;
  • Medicamentos e Outros Produtos: Medicamentos e Outros Produtos;
  • Serviços Médicos Hospitalares, Análises e Diagnósticos: Serviços Médicos Hospitalares. Análises e Diagnósticos

Desse setor, fazem parte companhias como:

  • Viveo;
  • Fleury;
  • Hapvida;
  • Rede D’Or;
  • Lifemed, entre outras.

Tecnologia da informação

As ações do setor de tecnologia vêm se tornando mais abundantes na bolsa brasileira, graças ao desenvolvimento tecnológico e à consolidação de empresas do segmento. Nessa classificação, também estão incluídos os e-commerces.

Os subsetores e os segmentos são os seguintes:

  • Computadores e Equipamentos: Computadores e Equipamentos;
  • Programas e Serviços: Programas e Serviços.

Como exemplo das empresas que compõem o segmento, estão:

  • Linx;
  • TOTVS;
  • Locaweb;
  • Multilaser;
  • Westwing e outras.

Utilidade pública

Na área de utilidade pública, constam as empresas ligadas a serviços públicos e essenciais. É nessa classificação em que estão as ações do setor elétrico, incluindo as distribuidoras de energia elétrica, por exemplo.

Confira a estrutura:

  • Água e Saneamento: Água e Saneamento;
  • Energia Elétrica: Energia Elétrica;
  • Gás: Gás.

Alguns dos exemplos das companhias que integram o setor estão:

  • Eletrobras;
  • Light;
  • Taesa;
  • Sabesp;
  • CEG Rio, entre outras.

Outros

Nessa classificação, entram todos os empreendimentos que não se encaixam em nenhum dos setores apresentados. O subsetor e o segmento também são únicos. Entre as empresas, estão:

  • Atompar;
  • Polpar;
  • Sudeste S.A;
  • Caconde Participações S.A;
  • Cemepe Investimentos e outras.

Qual é o setor que mais impacta o Ibovespa?

Também chamado de Índice Bovespa ou IBOV, esse é o principal indicador do mercado acionário brasileiro. Por ser composto pelas ações das maiores empresas e mais negociadas da bolsa de valores, ele representa o mercado.

Assim, conhecer as ações por setor é interessante para entender o peso de cada divisão sobre o Ibovespa. Ele é afetado pelo comportamento de diversos segmentos, mas sua composição é mais influenciada por certos setores — em especial pelo volume de negociação.

Nesse sentido, o setor de serviços financeiros é o que apresenta maior impacto na composição do Ibovespa. Porém, também têm relevância os setores de petróleo, de materiais básicos e de consumo cíclico, em especial.

Por que é importante conhecer as divisões de ações por setor na B3?

Conhecer as ações por setor da B3 não é importante apenas para entender a estrutura do mercado. É, ainda, uma forma de compreender como os negócios são classificados pela bolsa de valores e quais são as oportunidades dentro de cada segmento.

Ao realizar uma análise fundamentalista, por exemplo, é mais interessante comparar os resultados dos indicadores de empresas do mesmo segmento. Como a estrutura é semelhante, a análise se torna mais efetiva e pode favorecer a tomada de decisão quanto à opção de investimento.

Além disso, conhecer a organização da bolsa de valores pode ajudar com a diversificação de investimentos. Assim, você evita investir em ações de empresas diferentes, mas ter uma concentração elevada de negócios do mesmo segmento ou da mesma classificação.

Com base em uma análise setorial, é possível distribuir melhor seus recursos na carteira de investimento. Desse modo, será possível encontrar as ações que se adéquam à sua estratégia, ao mesmo tempo em que pode evitar a concentração financeira.

Essa diversificação é importante, principalmente, para diminuir o risco geral do portfólio. Logo, é uma forma de aumentar a proteção do seu patrimônio e mesmo de favorecer o alcance de resultados.

Como você viu, as ações na B3 são divididas por setor, dependendo da forma de atuação no mercado. Conhecendo essa estrutura, você tem a chance de identificar de quais segmentos cada companhia faz parte e pode selecionar as oportunidades de modo mais consciente.

Para investir na bolsa de valores e fora dela, você precisa de uma boa corretora de valores. Abra sua conta na Guide Investimentos e descubra o que temos a oferecer!

Relacionados

Existe ETF de bitcoins? Conheça fundos de índice para investir em criptomoedas!

As criptomoedas vêm se destacando no mercado financeiro, atraindo a atenção de diversos investidores. Como consequência, é comum que novas alternativas [...]

Guide Investimentos - 26/11/2021

Quanto vale cada ponto no mini dólar? Tire suas dúvidas!

Os minicontratos de dólar estão entre as alternativas mais procuradas por especuladores que buscam ganhos no curto ou curtíssimo prazo. Porém, [...]

Guide Investimentos - 25/11/2021

Fundo long only: quais as diferenças para outros fundos de ações?

O mercado de renda variável é repleto de alternativas. Por exemplo, você pode investir em ações, FIIs (fundos imobiliários), ETFs (fundos [...]

Guide Investimentos - 24/11/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções