UE suspende restrições à entrada de viajantes dos EUA, ante redução da covid-19

Tempo de leitura: 1 minuto

A União Europeia (UE) anunciou, nesta sexta-feira, 18, a suspensão das restrições à entrada de viajantes não essenciais dos Estados Unidos no bloco, em meio à queda no número de casos de coronavírus nos dois lados do Atlântico possibilitada pelo avanço da vacinação em massa. A informação foi confirmado pelo Conselho Europeu.

Além dos EUA, também foram incluídos na chamada “lista branca” Albânia, Hong Kong, Líbano, Macau, Macedônia do Norte, Sérvia e Taiwan. Antes, já faziam parte do grupo: Austrália, Israel, Nova Zelândia, Ruanda, Cingapura, Coreia do Sul e Tailândia. A China depende de confirmação de reciprocidade.

Com a medida, os cidadãos desses países podem viajar à UE sem precisar fazer quarentena. Alguns Estados membros ainda exigem comprovação de teste negativo ou imunização. Notadamente, o Reino Unido ficou de fora da lista, em meio à disseminação da variante Delta do vírus.

Relacionados

Ibram: Elevação da alíquota de CFEM carece de fundamento técnico aprofundado

O Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) criticou nesta terça-feira, 3, a proposta do relator do projeto do Imposto de Renda, o [...]

Estadão - 03/08/2021

Lucro do Bradesco tem alta de 63% no 2º trimestre e atinge R$ 6,319 bilhões

O Bradesco registrou lucro líquido recorrente de R$ 6,319 bilhões no segundo trimestre deste ano, cifra 63,2% maior que os R$ [...]

Estadão - 03/08/2021

Campos Neto e diretores do BC participam de 2º dia da reunião do Copom

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e os diretores da instituição participam amanhã, dia 4, do segundo dia de [...]

Estadão - 03/08/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções