A Grande Aposta: indicação para a emenda de feriado

Tempo de leitura: 2 minutos

Você que está lendo este artigo encaixar-se-á em uma das duas categorias a seguir: está aproveitando a emenda de feriado fora de seu trabalho (descansando ou fazendo alguma atividade extra) ou está no trabalho contando as horas para o encerramento do expediente. Qualquer que seja o caso, aqui vai uma dica de filme para aproveitar o dia.

A Grande Aposta (título original The Big Short) conta a história baseada em fatos reais de agentes do mercado financeiro que viram o que aconteceria no pré-crise de 2008. Trata-se de um dos filmes mais claros e bem explicados (mesmo quem for mais leigo consegue compreender até os conceitos técnicos apresentados, dada a didática das explicações) sobre o que aconteceu na pior crise desde 1929.

Logo de início, temos um dono de um fundo de investimentos que parece estar desconectado da realidade. Vivendo “em seu próprio mundo”, ele começa a notar que alguns índices de atraso de pagamento em hipotecas começaram a se elevar. Em seguida, olha com detalhes as relações de diversos devedores que compõem títulos de investimento tidos como seguros (com notas AAA por agências de rating) e verifica que, de fato, muitos atrasos estavam ocorrendo.

De posse dessas informações, decide tomar uma atitude que assusta a todos: opta por apostar contra o mercado financeiro. Dada a estabilidade deste mercado – afinal, como dizem no filme, “ninguém deixa de pagar sua casa” -, muitos julgaram-no como lunático. Para se ter ideia, nem título possível para se fazer essa aposta existia até então. Como grandes instituições financeiras julgaram que isso era literalmente “dinheiro de graça”, toparam a aposta e, enquanto ela não se concretizava, bônus eram pagos para que o título existisse.

Por mais que se saiba o que aconteceu com este mercado em meados de 2008 (literalmente quebrou), é interessante verificar pelo filme como a percepção de que esse enorme problema estava se aproximando era notável, seja por quem olhava apenas as planilhas com os pagamentos atrasados ou por quem visitava condomínios inteiros abandonados.

A lição mais notável a respeito deste filme é que devem ser observados os dados dos setores para verificar se “verdades eternas” realmente o são. Além disso, fica que há importância em não se deixar levar pelo mainstream indefinidamente. Não que seja necessário se desconfiar de tudo e de todos, mas é muito mais sólido observar os fundamentos dos setores do que as opiniões sobre eles.

Essas lições parecem válidas apenas para o mercado financeiro, mas são válidas para qualquer relação social pessoal ou profissional. Analisando a verdade dos dados, separamos o que é encaminhamento de situações do que é mero palpite.

 

Relacionados

Entenda os novos horários de funcionamento da Bolsa de Valores!

Quem quer investir na bolsa de valores precisa entender qual é o horário de funcionamento desse ambiente. Afinal, o período em [...]

Guide Investimentos - 26/07/2021

Confira os melhores livros sobre Day Trade!

A cada dia que passa, cresce o número pessoas operando na bolsa de valores. Isso reflete uma disposição do cenário econômico, [...]

Guide Investimentos - 20/07/2021

O que é e como calcular o ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido)

Investir em ações não pode ser uma atitude sem planejamento. Ao escolher os papéis para fazer os aportes, o investidor precisa [...]

Guide Investimentos - 16/07/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções