IIF: dívida limita espaço para impulsionar expansão de emergentes, como o Brasil

Tempo de leitura: 1 minuto

A estrutura da dívida pública em países emergentes como Brasil, Argentina, México e África do Sul limita o espaço para impulsionar o crescimento nesses países após o choque da pandemia, avalia o Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês).

“O crescimento em mercados emergentes era uma preocupação nossa muito antes da covid-19 se tornar um problema global”, destaca a instituição, citando ainda problemas de produtividade no Brasil. “As coisas ficam mais complicadas em países onde o crescimento é persistentemente fraco e o espaço para amortecer o choque é limitado.”

Por outro lado, o IIF afirma que Brasil e México não sofrem de “vulnerabilidade externa clássica”.

Relacionados

EUA já aplicaram 1ª dose de vacina em mais da metade da população adulta

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o País já aplicou a primeira [...]

Estadão - 18/04/2021

Acidente de trem no Egito deixa ao menos 11 mortos e 100 feridos

Um acidente de trem na província de Qaliubia, norte do Cairo, no Egito, deixou 11 mortos e ao menos 100 feridos [...]

Estadão - 18/04/2021

EUA têm dois ataques a tiros neste domingo; seis pessoas morreram

Dois ataques a tiros foram registrados neste domingo, 18, nos Estados Unidos. Um deles deixou três mortos e duas pessoas gravemente [...]

Estadão - 18/04/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções